Jeep e picapes levam FCA de volta ao lucro, após paralisação causada pela Covid

A montadora Fiat Chrysler está a caminho de lançar três novos modelos da linha Jeep em 2021

Jeep Wrangler 4xe: o automóvel tem detalhes em azul, como os ganchos do reboque 
Jeep Wrangler 4xe: o automóvel tem detalhes em azul, como os ganchos do reboque  Foto: FCA/Divulgação

Giulio Piovaccari e Nick Carey,

da Reuters

Ouvir notícia

As vendas de picapes e de veículos Jeep da Fiat Chrysler nos Estados Unidos voltaram à lucratividade no terceiro trimestre, após paralisações relacionadas à pandemia. A montadora também divulgou nesta quarta-feira (28) uma previsão de lucro para 2020 que mostra mais problemas causados pelo coronavírus.

A FCA disse ter € 27,1 bilhões de liquidez disponível em setembro e que está a caminho de lançar três novos modelos da linha Jeep em 2021.

A empresa ítalo-americana e o PSA Group pretendem realizar uma fusão até o final do primeiro trimestre de 2021, e a aprovação da União Europeia para a união pode ocorrer até o final deste ano. Mas uma segunda onda da pandemia está tornando as perspectivas para os próximos meses mais sombrias.

Leia também:
Land Rover Defender volta aos EUA após 20 anos e é eleita a SUV de 2021
Jeep apresenta o Grand Wagoneer, o seu SUV gigante

A FCA divulgou nesta quarta-feira lucro ajustado antes de juros e impostos (Ebit) de € 2,28 bilhões no trimestre de julho a setembro, superando a previsão de € 1,152 bilhão de analistas consultados pela Reuters.

“Nossos resultados recordes foram impulsionados pelo excelente desempenho de nossa equipe na América do Norte”, disse o presidente-executivo, Mike Manley, em comunicado.

O lucro operacional aumentou 26%, para um recorde de 2,544 bilhões de euros, na América do Norte, com margem de 13,8% contra 10,6% um ano antes.

O Ebit ajustado foi ligeiramente positivo na América Latina e a montadora registrou prejuízo operacional na região composta por Europa, Oriente Médio e África, bem como na região Ásia-Pacífico e na unidade Maserati.

A FCA, que no início deste ano suspendeu projeção de desempenho para o ano, previu nesta quarta-feira Ebit ajustado de € 3 bilhões a € 3,5 bilhões para 2020 e acrescentou que não espera mais interrupções significativas causadas pela pandemia.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

 

Mais Recentes da CNN