JetSMART se reuniu em março com Anac para atuar em voos domésticos no Brasil

Encontro foi no dia 10 de março, antes da crise do coronavírus. Aérea chilena diz que ainda considera expandir atuação no país, apesar do colapso de demanda

Funcionário com roupa de proteção no aeroporto de Garulhos
01/04/2020
REUTERS/Roosevelt Cassio
Funcionário com roupa de proteção no aeroporto de Garulhos 01/04/2020 REUTERS/Roosevelt Cassio Foto: Roosevelt Cassio/Reuters (1º.abr.2020)

Marcelo Rochabrun,

da Reuters

Ouvir notícia

A companhia aérea chilena JetSMART apresentou em 10 de março à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) um plano para entrar no mercado doméstico, informou a autarquia.

A JetSMART confirmou à Reuters que ainda considera uma expansão no Brasil, apesar do colapso na demanda causado pela pandemia de Covid-19.

“Apesar da pandemia ter reduzido substancialmente a demanda, ainda estamos analisando novas operações na região, embora estejamos acompanhando a forma e a velocidade da recuperação no Brasil e em outros países”, disse em comunicado o presidente-executivo da JetSMART, Estuardo Ortiz.

Na reunião em março, a JetSMART afirmou que estava interessada em iniciar operações domésticas no Brasil “em breve”, afirmou a Anac, sem dar mais detalhes. “Acreditamos que essa intenção ainda faça parte dos planos da (JetSMART)”, informou a Anac.

Clique aqui e siga a página do CNN Brasil Business no Facebook

Mais Recentes da CNN