Juiz nega pedido do MP de arresto de R$ 50,7 bi em bens da Vale e da BHP

Pedido de suspensão da ação de recuperação judicial da Samarco também foi negado

Samarco, joint venture das duas empresas, pediu recuperação judicial de R$ 50,7 bilhões
Samarco, joint venture das duas empresas, pediu recuperação judicial de R$ 50,7 bilhões Foto: Ricardo Moraes/Reuters

Marta Nogueira e Carolina Mandl,

da Reuters

Ouvir notícia

Um juiz da 2ª Vara Empresarial da Comarca de Belo Horizonte (MG) indeferiu uma solicitação do Ministério Público de arresto de bens das mineradoras Vale e BHP Group no valor dos créditos listados pela sua joint venture Samarco no pedido de recuperação judicial, de R$ 50,7 bilhões, segundo documento judicial visto pela Reuters.

A Samarco pediu recuperação judicial em abril, pois não conseguiu reestruturar sua dívida após o rompimento de uma barragem em Mariana (MG) em 2015, que deixou 19 pessoas mortas e liberou uma onda gigante de rejeitos.

“Não há razão para o acatamento do pedido de arresto, que é uma medida, a meu singular aviso, inoportuna e com efeito de extrema negatividade em todos os seus aspectos”, afirmou o juiz Adilon Cláver de Resende, em sua decisão.

Resende também negou pedido de suspensão da ação de recuperação judicial.

Mais Recentes da CNN