Justiça Federal nega barrar indicação de Abraham Weintraub para o Banco Mundial

A ação foi proposta pelo deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP); para o juiz, "patrulhamento ideológico não é papel do poder Judiciário"

Daniel Adjutoda CNN

Ouvir notícia

O juiz Itagiba Catta Preta Neto negou o pedido para barrar a indicação do ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, para o cargo de diretor-executivo do Banco Mundial. O deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP) havia questionado a indicação de Weintraub.

Segundo o juiz, “toda a linha de argumentação do autor popular se baseia na suposição de que reportagens, postagens e manifestações em redes sociais reflitam a realidade” e que, por isso, não tem o condão de barrar a indicação dele.

Na decisão, Catta Preta escreveu ainda que o “patrulhamento ideológico não é papel do poder Judiciário”.

Leia também:

Funcionários do Banco Mundial veem risco de reputação em indicação de Weintraub

Conselho de ética do Banco Mundial diz que não tem poder para barrar Weintraub

 

Mais Recentes da CNN