Lagarde, do BCE, cita gargalos de oferta, energia e pandemia como riscos-chave

Presidente do Banco Central Europeu disse que ainda não se sabe quando gargalos de oferta serão resolvidos

Christine Lagarde espera que problemas de energia terminem em 2022
Christine Lagarde espera que problemas de energia terminem em 2022 REUTERS/Kai Pfaffenbach

Francesco CanepaBalazs Koranyida Reuters

Ouvir notícia

As perspectivas econômicas para a zona do euro ainda estão repletas de incertezas, decorrentes de gargalos de oferta, alta nos preços da energia e novas ondas da pandemia do coronavírus, disse a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, nesta quarta-feira (29).

“Quanto tempo esses gargalos levarão para serem resolvidos… é um dos pontos de interrogação”, disse Lagarde em evento do BCE.

Falando em preços de energia mais altos, Lagarde acrescentou: “Vamos ver quanto tempo leva para que isso se dissipe; deve ir embora na primeira parte de 2022”.

“A última das incertezas que temos que levar em conta… é o potencial de novas ondas de uma pandemia que seria resistente à vacina”, disse Lagarde.

Mais Recentes da CNN