Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Líder do Senado nos EUA diz que plano é aprovar projeto que evita ‘shutdown’

    Comentário vem enquanto termina à meia-noite desta quinta o prazo para a decisão

    Reflexo do Capitólio dos EUA numa poça d'água em Washington17/12/2020REUTERS/Erin Scott
    Reflexo do Capitólio dos EUA numa poça d'água em Washington17/12/2020REUTERS/Erin Scott REUTERS/Erin Scott

    Da CNN*

    Ouvir notícia

    O líder da maioria no Senado, Chuck Schumer, e o líder da minoria no Senado, Mitch McConnell, confirmaram no plenário do Senado no começo da tarde desta quinta-feira (30) (horário de Brasília) que os parlamentares planejam aprovar hoje projeto de lei orçamentária capaz de impedir a suspensão abrupta dos serviços federais no país, o chamado “shutdown”, por paralisação nos investimentos.

    O comentário vem enquanto termina à meia-noite desta quinta o prazo para a decisão.

    A resolução teve o aval da Câmara dos Representantes na noite de quarta-feira, mas ainda precisa do aval do Senado antes de chagar ao presidente Joe Biden.

    O mais provável é que, nesta etapa, a decisão aprove um orçamento temporário até dezembro deste ano. A medida seria uma ação emergencial e há consenso entre democratas e republicanos sobre a necessidade.

    No entanto, os republicanos não querem nenhum aumento do teto da dívida, dizendo que isso é um problema dos democratas, já que eles controlam o Congresso e a Casa Branca.

    A tensão vem após uma série de votações em que o Senado tentou tanto aprovar o financiamento do governo quanto evitar um calote federal potencialmente catastrófico. O evento traria consequências econômicas duradouras e implicações para os mercados financeiros.

    Em disputa partidária, os republicanos barraram duas vezes a tentativa democrata de elevar o limite da dívida dos EUA, de US$ 28,4 trilhões. A secretaria do Tesouro alerta que os recursos devem se esgotar até 18 de outubro se não houver aumento do teto de endividamento.

    Com a discussão travada, ficam em jogo também as promessas de campanha de Joe Biden, que incluem um pacote de investimentos de US$ 4 trilhões. Deste valor, cerca de US$ 1 trilhão seria destinado para investimentos em infraestrutura. Já o restante tem a finalidade de ir para programas ambientais e sociais.

    *Com informações da Reuters e CNN Internacional

    Mais Recentes da CNN