MacKenzie Scott se torna a mulher mais rica do mundo – uma fortuna de US$ 68 bi

Com o montante (e 4% de ações da Amazon), Scott ultrapassa a herdeira da L'Oréal, Françoise Bettencourt Meyers e conquista o 1º lugar do 'ranking'

 
  Foto: Danny Moloshok/Reuters

Jazmin Goodwin,

do CNN Business, em Nova York

Ouvir notícia

MacKenzie Scott – filantropa, autora e ex-esposa do CEO da Amazon, Jeff Bezos – acaba de se tornar a mulher mais rica do mundo.

O patrimônio líquido de Scott é, hoje, de US$ 68 bilhões, ultrapassando a fortuna da herdeira da L’Oréal, Françoise Bettencourt Meyers, de acordo com o índice Billionaire da Bloomberg.

Scott recebeu um quarto das ações de Bezos na Amazon no acordo de divórcio do casal, fechado em 2019. Isso equivale a uma participação de 4%, o que já representava mais de US$ 35 bilhões na época. Ela é agora a 12ª pessoa mais rica do mundo.

Leia também:
Jeff Bezos, da Amazon, se torna o primeiro a ter uma fortuna de US$ 200 bilhões
Amazon inaugura seu quinto (e maior) centro de distribuição no Brasil
Amazon obtém autorização nos EUA e se aproxima de fazer entregas com drones

Em julho, MacKenzie Scott anunciou que já tinha doado quase US$ 1,7 bilhão para 116 organizações, incluindo quatro faculdades e universidades historicamente negras. Ela descreveu as organizações como se concentrando em uma das nove “áreas de necessidade”, que vão da igualdade racial à mudança climática.

No ano passado, Scott também assinou a iniciativa Giving Pledge, fundada por Warren Buffett e Bill e Melinda Gates, que incentiva as pessoas mais ricas do mundo a dedicar a maior parte de sua riqueza a causas beneficentes. 

Bezos, o homem mais rico do mundo, não entrou na iniciativa, de acordo com uma lista de participantes.

As ações da Amazon saltaram cerca de 28% nos últimos três meses e subiram mais de 90% até agora este ano, de acordo com dados da empresa de tecnologia financeira Refinitiv. A alta nas ações elevou a riqueza de Bezos para mais de US$ 200 bilhões.

O aumento da riqueza de sua ex-mulher segue a alta nos ganhos com ações de tecnologia, que levou a outras mudanças no topo do ranking dos bilionários.

No início desta semana, Elon Musk superou Mark Zuckerberg para se tornar a terceira pessoa mais rica do mundo. A Tesla registrou um ganho de 12% nas ações após o desdobramento de uma para cinco ações da empresa na segunda-feira (31).

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês).

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN