Maior criptomoeda do mundo, Bitcoin supera US$ 50 mil pela 1ª vez em 4 semanas

A moeda digital caiu abaixo desse nível em 7 de setembro em meio a uma venda mais ampla de ações de empresas relacionadas a criptomoedas e blockchain

A mineração do bitcoin, principal criptomoeda, se concentrava na China até poucos meses
A mineração do bitcoin, principal criptomoeda, se concentrava na China até poucos meses Executium/Unsplash

da Reuters

Ouvir notícia

O bitcoin, maior criptomoeda do mundo em valor de mercado, superou a marca de US$ 50.000 nesta terça-feira (5) pela primeira vez em quatro semanas, ampliando sua série de ganhos desde o começo de outubro.

A moeda digital caiu abaixo desse nível em 7 de setembro em meio a uma venda mais ampla de ações de empresas relacionadas a criptomoedas e blockchain naquele dia. E continuou a recuar em setembro, chegando a US$ 40.596 no último dia 21.

Nesta terça-feira, por volta de 8:00 (horário de Brasília), o bitcoin subia 1,58%, a US$ 50.019,85. Na máxima até o momento, chegou a 50.400,00 dólares.

Produtos e fundos de investimento em criptomoedas registraram entradas pela sétima semana consecutiva, enquanto declarações mais favoráveis dos reguladores agradavam investidores institucionais, segundo dados da administradora de ativos digitais CoinShares na segunda-feira.

 

Mais Recentes da CNN