Maior feira de tecnologia do mundo, CES começa nesta segunda. Veja o que esperar

Samsung usará o último dia da conferência para lançar três smartphones

Foto: Reprodução/Facebook

Samantha Murphy Kelly, do CNN Business

Ouvir notícia

Dispositivos desinfetantes, equipamentos de ginástica de última geração e robôs que ajudam a preparar o jantar. Esses são alguns dos incontáveis novos produtos que devem ser lançados no Consumer Electronics Show (CES), a vistosa conferência anual de tecnologia que normalmente define o tom para as maiores tendências do ano.

Automação residencial, saúde e 5G serão mais uma vez tópicos da moda, mas muitas empresas também apresentarão recursos específicos para a pandemia para refletir nosso maior tempo em casa.

Todos os anos, repórteres, expositores e investidores exploram showrooms de Las Vegas cheios de TVs gigantes, carros inteligentes e robôs, mas, pela primeira vez em seus 54 anos de história, a CES será transmitida pela internet por causa da pandemia de Covid-19.

Leia também:
CES 2021: Maior feira de tecnologia tenta mostrar que pode dar show na internet
Bitcoin: entenda os motivos que levaram a criptomoeda à valorização recorde
Nova central multimídia da Mercedes ocupa todo o painel e ainda sugere músicas

A Consumer Electronics Association, a organização sem fins lucrativos por trás do evento de quatro dias, que começa nesta segunda-feira (11), disse que 1,8 mil expositores de todo o mundo preencherão seu “espaço digital” este ano — número significativamente menor do que os 4 mil expositores do ano passado.

O fato de ser online permite que empresas de tecnologia que nunca compareceram ao evento participem pela primeira vez, mas também pode tornar mais difícil para empresas menores serem notadas sem um estande físico.

Os participantes registrados poderão transmitir (e assistir a) palestras de empresas como Verizon e General Motors, sintonizar em sessões de discussão — por exemplo, sobre o papel da tecnologia na implantação de políticas de vacinação —, além de acompanhar apresentação de novos produtos.

Faltarão alguns dos ingredientes exclusivos da feira, como o teste e demonstrações de gadgets, além de networking. Veja os grandes temas de 2021.

5G

5G
5G
Foto: Yves Herman/Reuters

5G vai dominar as discussões no CES tanto quanto no ano passado. O CEO da Verizon, Hans Vestberg, dará início ao show com uma palestra focada no que a empresa aprendeu com o lançamento de sua rede 5G e exporá seus planos. Anne Chow, CEO da AT&T Business, deve fazer o mesmo em uma sessão de abertura.

Cerca de 20 sessões mergulharão em como o 5G reinventará vários setores, desde automóveis e cidades inteligentes até saúde e agricultura.

Laptops conectados ao 5G também podem aparecer, de acordo com David McQueen, diretor de pesquisa da ABI Research. Os fabricantes, incluindo Dell e Lenovo, ainda não revelaram seus planos para o 5G,  e podem usar esta semana para anunciar.

O 5G está presente em smartphones iPhone e Samsung Galaxy, mas certamente ainda não atingiu o seu potencial. Esses anúncios podem oferecer um mapa de como chegar lá.

Tecnologia de saúde

Telemedicina
Telemedicina
Foto: National Cancer Institute / Unsplash

Dispositivos de saúde, equipamentos de ginástica e vestíveis há muito tempo são populares na CES, mas a categoria será superdimensionada este ano, tanto por causa de um aumento na demanda quanto por causa da pandemia.

Novos serviços e equipamentos fitness que o mantêm conectado a outras pessoas surgirão, assim como aparelhos que refletem como vivemos agora.

“Possivelmente, haverá uma série de soluções voltadas para saúde, especialmente aquelas que dizem se você apresenta sinais de possível infecção — como temperatura corporal elevada, frequência cardíaca alterada e respiração ofegante — ou se você está suficientemente distante de outras pessoas”, disse Ramon Llamas, diretor de pesquisas da empresa de inteligência de mercado IDC. “Também é possível que apresente diferentes soluções de desinfecção para o lar, semelhantes às que afirmam poder eliminar micróbios indesejados ou perigosos em seu telefone.”

Transformação digital

Tecla Windows de um teclado: uma das marcas da Microsoft
Tecla Windows de um teclado: uma das marcas da Microsoft
Foto: Tadas Sar/Unsplash

A mudança para tudo online — telessaúde, trabalho em casa, aprendizado remoto, streaming, caixa de correspondência inteligente — será o principal ponto de discussão na CES.

O presidente da Microsoft, Brad Smith, deve discutir a expansão global da banda larga usando espectro de transmissão não utilizado, de acordo com Gary Shapiro, presidente e CEO da CEA.

Enquanto isso, as visitas de telessaúde podem ficar mais avançadas com as novas ferramentas de realidade aumentada, e rumores de que um chip da AMD poderia ajudar os computadores a lidar melhor com jogos multiplayer.

A Samsung já anunciou novos Chromebooks — uma alternativa mais barata aos laptops de alto nível —, em um momento que milhões de alunos estudam em casa.

Lar inteligente
Robô aspirador de pó
Robô aspirador de pó
Foto: Kowon vn / Unsplash

Com milhões de pessoas ficando em casa, as empresas esperam adicionar mais dispositivos e sistemas inteligentes às salas de estar, cozinhas e outros lugares. Além de produtos como geladeiras e lavadoras inteligentes, aparelhos como aspiradores de pó e filtros de ar podem ser os próximos a ser integrados por meio de comandos de voz.

De acordo com o gerente de pesquisa da ABI Research, Jonathan Collins, a pandemia ajudou a aumentar o apelo dos robôs de atendimento domiciliar, sociais e educacionais, então podemos esperar muito mais disso neste ano na CES também.

Samsung Galaxy S21
Samsung Galaxy S21
Samsung Galaxy S21
Foto: Reprodução / Winfuture

O evento de lançamento do Galaxy S21 da Samsung não faz parte oficialmente da CES, mas a empresa usará o último dia da conferência para revelar três novos smartphones.

Este ano, esperamos que a linha inclua uma câmera aprimorada, um design mais plano e um preço inicial mais baixo.

Mais Recentes da CNN