Maioria dos brasileiros tem muito medo de perder emprego, diz pesquisa

51% dos brasileiros acredita que a pandemia de COVID-19 ainda está no início, diz Instituto Locomotiva

Gustavo Lago

Da CNN, no Rio

Ouvir notícia

A maioria dos brasileiros já sofreu impacto na renda pessoal e tem muito medo de perder o emprego, revela pesquisa divulgada nesta segunda-feira (13) pelo Instituto Locomotiva.

O levantamento entrevistou 935 pessoas em 72 cidades de todos os estados, entre os dias 3 e 5 de abril.

A pesquisa foi feita com pessoas com 16 anos ou mais e que possuem acesso à internet. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.

Segundo o relatório, 51% dos brasileiros acredita que a pandemia de Covid-19 ainda está no início. Grande parte deste ponto de vista veio de homens (57%) com Ensino Superior Completo (57%). 

Na contramão, 1% dos entrevistados não acreditam haver pandemia no Brasil, revela o estudo.

Impactos na economia

A maioria (65%) acredita que a economia brasileira será prejudicada por conta da pandemia de COVID-19. Dessas respostas, (71%) são mulheres e moradores do Nordeste do País (72%).

Por outro lado, 5% dos entrevistados acreditam que não irá interferir em nada.

Cerca de duas em cada três pessoas acreditam que os empregos serão muito prejudicados no Brasil.

Segundo a pesquisa, 67% das pessoas concordam com esta possibilidade. Elas são maioria mulheres (71%); e de pessoas que moram no Nordeste do Brasil (73%).

O levantamento indica que 58% estão muito preocupados em perder o emprego durante esta pandemia. No Nordeste, este índice é ainda mais alto: 72%.

Já 12% dos entrevistados não estão nem um pouco preocupados com isso.

51% dos entrevistados já tiveram impacto negativo na renda pessoal. Os que mais sentiram foram as pessoas com idade entre 25 e 34 anos (64%), moradores do Norte e do Centro Oeste do país (54%).

Os que não sofreram nenhum impacto na renda pessoal são as pessoas com 50 anos ou mais (52%), com Ensino Superior Completo (48%), moradores da região Sudeste.

De acordo com o levantamento, 53% acreditam que a pandemia irá prejudicar muito a renda familiar.  A resposta foi comum entre pessoas com idade entre 35 a 49 anos (58%); que cursaram até o Ensino Fundamental Completo (60%) e que moram no Norte (60%).

Home office

Muitas empresas estão se adequado à crise na saúde. O estudo revela que 47% dos entrevistados estão trabalhando de casa. A maioria tem entre 25 e 34 anos (55%); possuem ensino superior completo (60%); e moram no Nordeste.

Por outro lado, 37% continuam trabalhando normalmente. Ou seja, estão indo até o local do trabalho. São pessoas entre 16 e 24 anos (43%) e com 50 anos ou mais (50%). Entre eles, 42% possuem o ensino Fundamental Completo; e também com 42% Ensino Médio Completo.

E 16% dos entrevistados foram dispensados temporariamente. A maioria é homem (51%) morador da região Sul.

Mais Recentes da CNN