Marca de queijo australiana octogenária muda de nome por acusação de racismo

O “Coon Cheese” (queijo Coon), vendido há mais de 80 anos, agora será conhecido como “Cheer Cheese"; por lá, a palavra é uma ofensa a não brancos

Foto: Sapuko/Divulgação

Michelle Toh,

do CNN Business, em Hong Kong

Ouvir notícia

Uma empresa australiana de alimentos renomeou oficialmente uma famosa marca de petiscos após anos de reclamações por trazer uma ofensa racial em seu nome.

O “Coon Cheese” (queijo Coon), que é vendido na Austrália há mais de 80 anos, agora será conhecido como “Cheer Cheese”, segundo informou seu fabricante na quarta-feira (13). A nova marca será lançada nos supermercados australianos em julho.

 A proprietária da marca, a empresa Saputo Dairy Australia, se autointitula a maior processadora de laticínios do país. Ela tomou a decisão de mudar a marca de sua linha de queijos no verão passado, juntando-se outras grandes empresas alimentícias que foram forçados a revisitar os títulos de alguns de seus produtos mais conhecidos.

Para a Saputo, o queijo “Coon” foi alvo de críticas durante décadas. A empresa insistiu que a marca homenageava seu fundador, Edward William Coon. Mas a palavra também é um insulto racial profundamente ofensivo dirigido às pessoas não brancas. 

A mudança veio após mais de duas décadas de campanha do ativista indígena Stephen Hagan, segundo a afiliada da CNN 9News. A Saputo classificou a decisão como uma tentativa de “eliminar o racismo” de sua marca.

O novo nome visa alinhar “com as atitudes e perspectivas atuais”, disse a empresa em uma declaração.

“O Cheer Cheese é um queijo para todos e nós confiamos em nossos valiosos consumidores e aqueles que são novos em nossos produtos adotarão este novo nome”, afirmou Cam Bruce, o diretor comercial da empresa, no comunicado.

Várias grandes marcas, como Aunt Jemima, da Aveia Quaker, e o arroz Uncle Ben’s, de propriedade da Mars, também anunciaram no ano passado que mudariam ou retirariam as marcas considerada racialmente ofensivas.

Na Austrália, a Nestlé (NSRGF) mudou a marca de seus doces Red Skins e Chicos, dizendo que seus nomes estavam em desacordo com os valores da empresa. Os doces são agora vendidos sob os nomes “Red Ripper” e “Cheekies”.

— Amy Woodyatt, da CNN, contribuiu para esta reportagem.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês).

Mais Recentes da CNN