Méliuz, empresa de cashback, planeja levantar até R$ 880 milhões em IPO

A faixa de preço da oferta inicial de ações, que será coordenada por Itaú BBA, Bradesco BBI, BTG Pactual e XP, é de R$ 10 a R$ 12,50

Méliuz: empresa quanto alguns de seus acionistas venderão 52.173.913 ações na oferta, mas isso pode aumentar para 70.434.782, incluindo lotes extras
Méliuz: empresa quanto alguns de seus acionistas venderão 52.173.913 ações na oferta, mas isso pode aumentar para 70.434.782, incluindo lotes extras Foto: Mastercard

Carolina Mandl,

da Reuters

Ouvir notícia

A gestora de programas de cupons de desconto e cashback Méliuz planeja levantar até R$ 880,4 milhões em uma oferta pública inicial (IPO), de acordo com documento publicado nesta quinta-feira.

A empresa, que conta com os fundos Monashees, Lumia Capital e Endeavor Catalyst como investidores, e o investidor anjo Fabrice Grinda, definiu a faixa de preço entre R$ 10 e R$ 12,50. O preço será definido em 3 de novembro.

Leia também:
IPO do Enjoei, brechó online, deve movimentar até R$ 1,8 bilhão
Cruzeiro do Sul Educacional pede registro para IPO

Tanto a empresa quanto alguns de seus acionistas venderão 52.173.913 ações na oferta, mas isso pode aumentar para 70.434.782, incluindo lotes extras.

O IPO será coordenado por Itaú BBA, Bradesco BBI, BTG Pactual e XP.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN