Nem exterior otimista ajuda e Ibovespa fecha em queda; dólar sobe a R$ 5,71

Mercado global reagia à apresentação de novo pacote de estímulos de US$ 2 trilhões por parte do governo americano

Matheus Prado,

do CNN Brasil Business, em São Paulo*

Ouvir notícia

O dólar encerrou o dia em firme alta de 1,49% nesta quinta-feira (1). A preocupação dos operadores de mercado com os rumos do Orçamento e a posição do ministro da Economia nesse tema, além dos resultados fracos na economia, ajudaram nessa formação de preço.

Na B3, o viés até era positivo nos primeiros negócios do dia, mas logo virou o sinal, que se estendeu até o fim do pregão. o Ibovespa caiu 1,18%, a 115.253,31 pontos, encerrando a semana mais curta com elevação de 0,41%. No pior momento do pregão, chegou a 114.990,54 pontos.

A sessão começou positiva graças ao bom humor do mercado internacional, que reagia à apresentação de novo pacote de estímulos de US$ 2 trilhões por parte do governo americano. Mas logo virou.

Da cena fiscal, a semana acabou com o foco voltado para as negociações envolvendo o Orçamento do ano aprovado na semana passada pelo Congresso, com aparente descompasso entre as alas política e econômica do governo sobre o tema. Hoje não foi diferente.

Variação de ações
Variação de ações
Foto: Austin Distel / Unsplash

 

Na visão do analista da Clear Corretora Rafael Ribeiro, o declínio nesta sessão também está atrelada a dados da indústria nacional, que decepcionaram e revelam o arrefecimento da economia.

A produção da indústria caiu 0,7% em fevereiro na comparação com o mês anterior, contrariando expectativa de economistas de crescimento e interrompendo nove meses de resultados positivos, de acordo com dados do IBGE nesta quinta-feira.

A B3 também divulgou nesta quinta-feira a primeira prévia da carteira teórica do Ibovespa para o período de maio a agosto, com a entrada da ação da Locaweb.

Entre os destaques do pregão, Bradesco e Itaú caíram 3,66% e 3,06%, respectivamente, com receios da política fiscal no Brasil. Cogna, que havia tido uma forte alta na quarta-feira, devolveu os ganhos e fechou em baixa de 3,52%. 

Lá fora

O índice S&P 500 disparou nesta quinta-feira e marcou seu primeiro fechamento acima da marca de 4 mil pontos, impulsionado por ganhos de Microsoft, Amazon e Alphabet, bem como pelo otimismo sobre a recuperação da economia norte-americana.

Microsoft, Amazon, Alphabet e Nvidia subiram 1% ou mais. Estas e outras ações de crescimento têm mostrado sinais de avanço após ficarem para trás nas últimas semanas em relação às ações de valor, que devem ter performance superior à medida que a economia recupera-se da pandemia do coronavírus.

O índice Dow Jones teve alta de 0,53%, aos 33.155,85 pontos, o S&P 500 valorizou-se 1,19%, aos 4.020,07 pontos, enquanto o Nasdaq avançou 1,76%, aos 13.480,28 pontos.

*Com informação de Reuters e Agência Estado

Mais Recentes da CNN