Ibovespa fecha em alta seguindo exterior; dólar interrompe quedas e avança

Na pauta do dia, investidores também olhavam com preocupação para o avanço da crise hídrica no país

Cédulas de cem dólares dos EUA
Cédulas de cem dólares dos EUA 07/02/2011REUTERS/Lee Jae-Won

Matheus PradoLeonardo Guimarãesdo CNN Brasil Business*

São Paulo

Ouvir notícia

O dólar fechou em alta nesta quarta-feira (1º) com investidores avaliando o tamanho do risco do investimento no Brasil. A moeda norte-americana subiu 0,2% ante o real, negociada a R$ 5,1826.

Na B3, o Ibovespa também subiu, impulsionado pelo otimismo no exterior. A alta foi de 0,52%, para 119.395 pontos.

Na pauta do dia, investidores olhavam com preocupação para o avanço da crise hídrica e analisavam o resultado do PIB brasileiro para o segundo trimestre. O mercado também repercutiu a fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, que disse que o Brasil está perto de aprovar as reformas tributária e administrativa.

O PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro teve uma leve queda de 0,1% no segundo trimestre deste ano, na comparação com os últimos três meses de 2020, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quarta-feira (1º).

A estimativa mediana do mercado apontava para alta de 0,2% na comparação trimestral e de 12,7%, na anual.

O resultado vem após três positivos do indicador, após o baque na atividade sofrido pela pandemia de Covid-19, que limitou a circulação de pessoas nas ruas.

Em 2020, o PIB caiu 4,1% na comparação anual — pior resultado da taxa histórica, iniciada em 1996 –, com recuo de 2,2% no primeiro trimestre e tombo de 9,2% no segundo.

Entre os indicadores externos, empregadores dos EUA contrataram bem menos trabalhadores do que o esperado em agosto, mas o mercado de trabalho continua se recuperando de forma constante.

Foram criados 374 mil empregos no setor privado no mês passado, mostrou o Relatório Nacional de Emprego da ADP nesta quarta-feira. Os dados de julho foram revisados ligeiramente para baixo para mostrar geração de 326 mil vagas, em vez das 330 mil inicialmente relatadas.

Economistas consultados pela Reuters previam criação de 613 mil postos de trabalho.

A notícia não é tão ruim para o mercado já que uma recuperação lenta do mercado de trabalho nos Estados Unidos pode adiar a retirada de estímulos à economia, impulsionando as ações com juros menores.

*Com informações da Reuters

Mais Recentes da CNN