Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ibovespa reage e fecha no azul com dívida dos EUA no radar; dólar fecha estável

    Operadores repercutem forte queda das vendas no varejo nacional em agosto e expectativa de retirada de estímulos nos Estados Unidos

    Notas de dólar e real
    Notas de dólar e real Reuters

    Leonardo Guimarãesdo CNN Brasil Business

    São Paulo

    Ouvir notícia

    Após forte alta no início do pregão desta quarta-feira (6), o dólar fechou estável com variação positiva de 0,01%, para R$ 5,4857.

    A recuperação do real se deu depois que o mercado passou a repercutir esperanças de um acordo sobre a dívida dos Estados Unidos.

    O principal republicano do Senado dos Estados Unidos, Mitch McConnell, disse nesta quarta-feira que seu partido apoiaria uma extensão do teto da dívida federal até dezembro, medida que impediria um calote histórico com um pesado impacto econômico.

    A notícia também causou impacto positivo no Ibovespa, que fechou em alta de 0,09%, para 110.559 pontos, após cair mais de 1% no início da sessão.

    Apesar da boa notícia vinda dos EUA, a alta dos preços continua preocupando, com os títulos do Tesouro dos EUA subindo, o que reflete expectativa de alta dos juros mais cedo que o esperado.

    No Brasil, o Índice Geral de Preços (IGP-DI) de setembro teve deflação de 0,55% contra uma projeção mediana de queda de 0,66%. Em 12 meses o indicador acumula alta de 23,43%.

    Outro indicador, o de vendas no varejo causou impacto negativo no mercado. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), as vendas do setor recuaram 3,1% em agosto, enquanto o mercado esperava alta de 0,7%.

    *Com Reuters

    Mais Recentes da CNN