Minerva planeja vender fatia da Athena Foods, e ações do frigorífico disparam

Segundo a carta de intenções, o frigorífico receberia cerca de US$ 200 milhões em dinheiro e ainda seria detentora de 75% do capital da entidade remanescente

Minerva: frigorífico disse que tentará completar sua análise estratégica nas próximas semanas
Minerva: frigorífico disse que tentará completar sua análise estratégica nas próximas semanas Foto: REUTERS/Todd Korol

Paula Arend Laier,

da Reuters

Ouvir notícia

A Minerva assinou carta de intenções não vinculativa com uma sociedade de propósito específico para aquisição, listada na norte-americana Nasdaq (SPAC), para potencial combinação de negócios com a sua subsidiária Athena Foods, que tem operações na Colômbia, Paraguai, Argentina e Uruguai. As ações do frigorífico subiam 5,5%, às 13h35, por causa do anúncio.

De acordo com a companhia, a SPAC tem US$ 200 milhões em caixa para financiar aquisições e pretende realizar uma oferta privada para obter até US$ 100 milhões adicionais.

Leia também:
Minerva lucra no 2º tri com ajuda da China e proteção contra alta do dólar
Rumo vai antecipar pagamento de R$ 5,1 bi por outorga de concessões ferroviárias

A carta de intenções prevê que, após a finalizar operação, a Minerva será titular de aproximadamente 75% do capital da entidade remanescente e receberá cerca de US$ 200 milhões em dinheiro.

“A administração da Minerva acredita que uma operação desse tipo poderia fortalecer a estrutura de capital da Athena Foods e ofereceria uma oportunidade adicional de crescimento, ao mesmo tempo em que destravaria valor para os acionistas”, afirmou.

A Minerva disse que tentará completar sua análise estratégica nas próximas semanas, incluindo o resultado das discussões sobre a proposta de combinação de negócio com a SPAC.

Na visão da companhia, a listagem da Athena Foods na Nasdaq poderia ajudar a subsidiária “a fortalecer sua liderança global na produção e exportação de carne bovina”.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN