Motorola lança Moto G60 no Brasil, com bateria que dura até 54h, por R$ 2.699

Smartphone também possui tela com taxa de atualização de 120 Hz e câmera traseira de 108 MP

Foto: Divulgação

Caio Carvalho, colaboração para o CNN Brasil Business

Ouvir notícia

A Motorola lançou, nesta quarta-feira (28), mais um integrante da família Moto G. Trata-se do Moto G60, um dispositivo intermediário com câmera tripla (a principal com 108 MP) na traseira, tela com taxa de atualização de 120 Hz e bateria de 6.000 mAh, que, segundo a fabricante, pode durar até 54 horas longe da tomada. O preço sugerido no Brasil é de R$ 2.699.

O Moto G60 é o quarto smartphone da família G lançado pela Motorola no Brasil só este ano —a linha já contava com o Moto G10, Moto G30 e Moto G100. 

 

Por dentro, o Moto G60 vem equipado com o processador Qualcomm Snapdragon 732G octa-core, GPU Adreno 618, 6 GB de memória RAM, 128 GB de armazenamento interno (expansível para até 1 TB via cartão microSD). A tela, por sua vez, tem 6,8 polegadas com suporte para HDR10 e taxa de atualização de até 120 Hz, garantindo imagens mais fluidas, principalmente no que diz respeito a jogos mobile. É o maior padrão encontrado na linha G mais recente, que, até então, tinha o topo de linha Moto G100 com a maior taxa, de 90 Hz.

Nas câmeras, o Moto G60 tem um sensor triplo na parte traseira, sendo o principal de 108 MP com a tecnologia “Ultra Pixel”, que unifica nove pixels em um só ao processar as fotos para gerar imagens com 12 MP cada. Só que, mesmo com a queda na resolução, o nível de detalhamento é muito superior, justamente pela combinação dos pixels que, juntos, garantem fotos de maior qualidade.

Além do sensor principal, completam o time uma lente de 8 MP que serve tanto para registrar imagens como uma câmera ultra-angular, ampliando o campo de captura de paisagem, quanto como macro, para fotografar objetos mais de perto. Por fim, há um sensor de profundidade de 2 MP para ajudar em fotos com o fundo desfocado. Já a câmera frontal, que fica alocada em um pequeno furo na parte superior central da tela, tem 32 MP e inclui um flash de LED para iluminar o rosto em selfies. A Motorola ainda traz uma função chamada “Captura Dupla”, para gravar vídeos usando as câmeras frontal e traseira ao mesmo tempo.

Moto G60
Foto: Divulgação

 

Para a bateria, a fabricante colocou no Moto G60 um componente com 6.000 mAh de capacidade. De acordo com a Motorola, ela tem uma autonomia de “até 54 horas de uso”, o que significa que o aparelho só precisa de uma nova recarga após quase três dias, desde que esteja com a carga cheia. Obviamente, o tempo pode variar com base nos níveis de utilização de cada usuário, portanto a autonomia pode variar entre um uso moderado a mais intenso. Na caixa, a empresa inclui um carregador de 20 Watts de potência.

Outras especificações do Moto G60 incluem tecnologia NFC, rádio FM, conectividade 4G, leitor de impressões digitais na parte traseira, entrada P2 para fone de ouvido e compatibilidade com o recurso Ready For, que permite transformar o smartphone em um computador ao conectá-lo a uma TV ou monitor externos. O sistema operacional é o Android 11, versão mais recente da plataforma móvel do Google, com promessa de atualização para o Android 12 e mais dois anos de updates mensais de segurança.

Lembrando que não há suporte para as redes 5G, nem proteção contra água e poeira.

O Moto G60 começa a ser vendido no Brasil nesta quinta-feira (29), nas cores azul e champanhe. As vendas acontecem no varejo online e físico, como também nas recém-lançadas Moto Stores — lojas-conceito da marca inauguradas nesta semana no Shopping Aricanduva, em São Paulo, e no Norte Shopping, no Rio de Janeiro.

Mais Recentes da CNN