Elon Musk avisa funcionários que as ações da Tesla podem ser ‘esmagadas’

Ele reconheceu que a margem de lucro real da Tesla é baixa, de apenas cerca de 1%, e que o preço das ações se deve às expectativas de lucros futuros

Chris Isidore, do CNN Brasil Business, em Nova York

Ouvir notícia
O CEO da Tesla e da SpaceX, Elon Musk
O CEO da Tesla e da SpaceX, Elon Musk
Foto: Mike Blake – 13.jun.2019 / Reuters

O CEO da Tesla, Elon Musk, disse a seus funcionários que eles precisam cortar custos ou podem dizer adeus ao alto preço das ações.

As ações da Tesla estiveram entre as de melhor desempenho em 2020, subindo quase 600% nas negociações de terça-feira (1), tornando a empresa uma das com os papeis mais valiosos do país, valendo mais do que qualquer grande montadora. Após anos de perdas, a Tesla relatou cinco trimestres consecutivos de lucro líquido positivo.

Leia também:
Empresas de tecnologia dos EUA aproveitam bom momento para atrair investidores
Cerca de £ 50 bilhões estão ‘perdidas’ na Inglaterra e ninguém sabe o porquê

No entanto, em um e-mail para os funcionários, Musk reconheceu que a margem de lucro real da Tesla é bastante baixa, de apenas cerca de 1%, e que o preço das ações se deve às expectativas dos investidores de lucros futuros, e não de resultados recentes.

“Se, a qualquer momento, eles concluírem que isso não vai acontecer, nossas ações vão ser imediatamente esmagadas como se fossem um pudim sob uma marreta!”, ele escreveu no e-mail, que foi divulgado pela primeira vez pelo site Electrek. A Tesla não respondeu a um pedido de comentário sobre o email.

A mensagem se centrou principalmente na importância de se encontrar reduções de custos, até mesmo as mínimas, no processo de fabricação de automóveis.

“É um difícil jogo de centavos: exige milhares de boas ideias para melhorar o custo das peças, um processo fabril ou simplesmente o design, e ao mesmo tempo aumentar a qualidade e as capacidades produtivas”, escreveu Musk. “Uma boa ideia seria uma que economizasse 5 dólares, mas a grande maioria reduz 50 centavos aqui ou 20 centavos ali”.

Embora a Tesla tenha se tornado a líder em carros elétricos, todas as principais montadoras estão imprimindo grandes esforços para fabricar mais veículos elétricos. A General Motors (GM) anunciou planos de mudar sua produção para apenas veículos elétricos e espera que 40% dos carros vendidos sejam elétricos dentro de cinco anos. Parte do incentivo é que os veículos elétricos podem ser mais baratos de se construir porque têm menos peças móveis do que os veículos movidos a gasolina.

Em vários comentários na terça-feira (1), Musk repetiu uma declaração que havia feito anteriormente de que o preço das ações da Tesla está “alto demais”.

“Eu até disse que as ações estavam altas demais. Quer dizer, o que posso fazer?”, afirmou o CEO, revirando os olhos durante uma entrevista com Mathias Doepfner, CEO da empresa de tecnologia e mídia Axel Springer. Musk estava respondendo ao fato de que a Tesla vale mais de cinco vezes mais que a Volkswagen (VLKAF), a maior montadora do mundo em vendas.

Doepfner perguntou se Musk consideraria usar o alto preço das ações da Tesla para comprar uma montadora estabelecida e, embora Musk tenha dito que não quer fazer isso, ele não descartaria a possibilidade.

“Definitivamente, não faremos uma aquisição hostil”, declarou. “Se alguém dissesse, ‘Olha, achamos que seria uma boa ideia fazer uma fusão com a Tesla’, certamente teríamos essa conversa”.

A entrevista completa de Musk com Doepfner foi postada no YouTube.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês)

Mais Recentes da CNN