Não é só no mercado: ações de processadoras de arroz sobem mais de 10% na bolsa

O movimento é péssimo pro consumidor, principalmente o mais pobre, mas as empresas estão capitalizando o momento

Capa do podcast Abertura de Mercado
Capa do podcast Abertura de Mercado Foto: CNN Brasil

Fernando Nakagawada CNN

Ouvir notícia

Nos últimos 30 dias, as ações da Camil subiram 10,43%. No mesmo período, os papéis da Josapar, dona da Tio João, subiram 6,5%. O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, patinou e acumulou pequena perda de 1%.

No episódio de hoje:

– O grupo Ser Educacional anunciou no domingo (13) à noite a compra da operação brasileira da norte-americana Laureate, dona de 11 instituições de ensino superior, como a Anhembi Morumbi e a FMU;
– No total, a compra foi por R$ 4 bilhões. A Ser vai pagar R$ 1,7 bi em dinheiro, assumirá uma dívida de R$ 623 milhões e o restante – mais de R$ 1 bi – vai ser pago em ações da nova companhia;
– A rede é dona da Universidade da Amazônia, Unama; da Unissau em Brasília e Belém, e da Universidade de Guarulhos, em São Paulo;
– Com a compra, o grupo ser passa a ser o quarto maior grupo de ensino superior do Brasil, com 450 mil alunos nas categorias presencial e ensino a distância;
– Antes do fim de semana, na sexta-feira (11), outra aquisição grande: o Nubank anunciou a compra da Easynvest;
– A corretora tem 1,5 milhão de clientes e, com a aquisição, o banco entra no concorrido e crescente mercado das plataformas de investimento;
– Os valores do negócio não foram divulgados, mas em agosto a fintech conseguiu US$ 300 milhões – cerca de R$ 1,5 bi – com os sócios;
– Em entrevista a Nathália Flach, editora do CNN Business, o presidente e fundador do Nubank, David Vélez, disse que o foco da instituição financeira é continuar crescendo e não dar lucro;
– Segundo ele, essa é a decisão estratégica, a de continuar investindo, “mas, se por alguma razão a gente quiser gerar lucro, a gente gera lucro”, disse;
– No primeiro semestre, o banco teve prejuízo de R$ 95 milhões. Os resultados negativos têm acontecido desde que o banco digital fez sua estreia em 2013;
– Ainda sobre a sexta-feira: a estreia das ações da Petz na B3 foi em clima de festa;
– Os papéis subiram quase 22% no primeiro dia de negócios e movimentaram R$ 982 milhões;
– R$ 3 bilhões foram captados pela empresa com a venda das ações devem ser usados na abertura de novas lojas e hospitais veterinários, além de investimentos na área de comércio eletrônico;
– Em todo lançamento de ações, o pregão da bolsa começa com o pessoal da empresa estreante apertando a campainha que marca o início das negociações do dia;
– No dia da Petz, a campainha foi tocada por Wolke, o simpático cachorro branco e preto de Sérgio Zimerman, o fundador da empresa que tem 110 lojas;
– Nos últimos dias, a CNN falou do problema da disparada dos preços dos alimentos básicos, principalmente do arroz;
– O movimento é péssimo pro consumidor, principalmente o mais pobre; 
– Apesar disso, as ações das duas das maiores processadoras de grãos e cereais do Brasil avançaram;
– Nos últimos 30 dias, as ações da Camil subiram 10,43%. No mesmo período, os papéis da Josapar, dona da Tio João, subiram 6,5%;
– Já o Ibovespa, o principal índice da bolsa brasileira, acumulou pequena perda de 1%;
– A Oracle, empresa de infraestrutura de TI, é quem vai tocar a operação do TikTok nos Estados Unidos; 
– O negócio ocorre a poucas horas da terça-feira (15) de setembro, data final estabelecida pelo governo Donald Trump para a venda do negócio;
– Trump acusa o TikTok, que é uma rede social chinesa, de roubar dados dos norte-americanos e enviar a Pequim;
– Se não for vendido até essa data, Trump ameaça desligar a rede social nos Estados Unidos;
– No domingo, o jornal South China Morning Post publicou outra reportagem em que afirma que esse negócio não deve incluir ou transferir o algoritmo por trás do aplicativo;
– Uma fonte ouvida pelo jornal de Hong Kong comparou eventual venda do tiktok com a negociação de um carro. A empresa quer vender o carro, mas não o motor;
– No fim de semana, a fabricante alemã de material esportivo Puma anunciou o patrocínio do jogador brasileiro Neymar;
– Segundo a empresa, essa é a uma parceria de longo prazo, mas não foram divulgados valores sobre o contrato de parceria do jogador do Paris Saint-Germain;
– Nas redes sociais, Neymar lembrou que os dois principais nomes do futebol mundial – Pelé e Maradona – foram patrocinados pela empresa alemã;
– Neymar foi patrocinado por 15 anos pela nike. Em 2011, falava-se que o contrato era de US$ 105 milhões;
– A fabricante de guitarras Fender anunciou que, apesar da crise econômica global, 2020 será o melhor ano da história da empresa;
– Uma reportagem do jornal The New York Times mostra que a venda de guitarras disparou no período da pandemia e a Fender foi uma das empresas que surfou nessa onda;
– Andy Mooney, presidente da empresa, não detalhou números ao Times, mas disse que vários dias as vendas cresceram na casa de dois dígitos com especial destaque para o comércio eletrônico;
– O Fender Play, aplicativo da empresa que oferece aulas grátis de guitarra, viu saltar o número de usuários de 150 mil em março, no início da pandemia, para 930 mil – quase um milhão – em junho;
– Pelo menos 20% dos que estão tentando aprender a tocar têm menos de 24 anos e 45% dos novos guitarristas são mulheres;
– AGENDA: BC divulga às 9h o IBC-BR de julho.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN