Não há condições políticas hoje para a privatização da Petrobras, diz economista

Fernando Camargo afirmou à CNN que discussão do governo de privatizar estatal por meio de um projeto de lei não deve avançar

Produzido por Layane Serranoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN, o economista e sócio da LCA Fernando Camargo afirmou que não enxerga condições políticas para a privatização da Petrobras atualmente. O presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) já discute com a cúpula do Congresso Nacional como viabilizar a ideia.

“Não vejo hoje condições políticas de uma mudança desse porte [a privatização da estatal]”, disse Camargo.

De acordo com o especialista, dificuldades sobre alterações como essa já são identificadas em casos menos expressivos, devido à resistência política. “No fundo, a Petrobras é uma empresa que movimenta uma cadeia muito expressiva de valores”, afirmou.

O plano analisado é elaborar um projeto de lei que permita à União começar a se desfazer das ações da companhia de forma a perder o controle. No entanto, o governo manteria a chamada “golden share”, que o permitiria vetar determinadas operações da petroleira e ainda apontar o presidente da empresa.

“Acho muito difícil que isso vá adiante”, disse Camargo.

Preço do gás

O economista ainda disse que o preço da molécula do gás ainda é muito dependente da estatal e outros grupos multinacionais. “Ainda temos um reflexo bastante relevante da precificação e da política de preços da Petrobras, que por sua vez segue o mercado internacional”, afirmou Camargo.

Mais Recentes da CNN