Necton eleva projeção de dólar a R$5,55 em 2021 após pressão em teto de gastos

Mercado vê a taxa de câmbio em R$ 5,25 tanto ao fim de 2021 quanto de 2022, segundo edição mais recente do Boletim Focus

Corretora citou eventos político-econômicos recentes
Corretora citou eventos político-econômicos recentes REUTERS/Ricardo Moraes

José de Castroda Reuters

Ouvir notícia

A Necton Investimentos elevou a R$ 5,55 a projeção para o dólar ao fim deste ano, ante R$ 5,40 da estimativa anterior, citando os recentes eventos político-econômicos no Brasil.

“Após as turbulências do dia de ontem, está suficientemente claro que o governo deve de fato romper o teto de gastos, e esta é uma nova informação que deve ser incorporada às percepções do mercado”, disse o economista-chefe da corretora, André Perfeito, em comentário divulgado nesta quarta-feira (20).

A Necton ocupa o primeiro lugar do Top 5 de câmbio mensal de curto prazo na pesquisa Focus do Banco Central. O ranking aponta as instituições com maior índice de acerto. A casa manteve prognóstico de dólar a R$ 5,50 ao término de 2022.

Na véspera, o dólar à vista chegou a disparar acima de R$ 5,61, fechando um pouco abaixo dessa marca, mas ainda numa máxima desde abril, e o real amargou o pior desempenho global na sessão.

Nesta quarta, a moeda norte-americana caía 0,7%, a R$ 5,5547, sem devolver todo o ganho do pregão anterior.

Pela mais recente edição da sondagem Focus do BC, divulgada na última segunda-feira (18), o mercado vê a taxa de câmbio em R$ 5,25 tanto ao fim de 2021 quanto de 2022.

Mais Recentes da CNN