Nespresso investe R$ 9 milhões e cria cafeteira anti-Covid

Isso não significa que a máquina vai impedir o vírus de se propagar, mas sim que a tecnologia adotada no novo modelo evitará o contato

Foto: Nespresso / Reprodução

Tamires Vitorio, do CNN Brasil Business, em São Paulo

Ouvir notícia

A Nespresso, marca da Nestlé especializada em cafés, criou uma cafeteira anti-Covid. Não, você não leu errado. Isso não significa que a máquina vai impedir o vírus de se propagar, mas sim que a tecnologia adotada no novo modelo evitará o contato, logo, diminui o risco de contágio.

A nova cafeteira da empresa que faz parte da linha Professional, voltada para hotéis, cafeterias, padarias, escritórios e outros negócios, permitirá que o café seja feito a distância, com um toque no celular, sem a necessidade de encostar na máquina. Para o ano de 2021, a linha Professional recebeu um investimento total de R$ 9 milhões. 

Segundo a Nespresso, o lançamento global, intitulado “Momento”, é a grande aposta da companhia neste ano. “Por meio da tecnologia touchless, a Nespresso, além de oferecer experiências em cafés de alta qualidade sustentável, ainda promove segurança para colaboradores e clientes”, afirma a empresa, em comunicado. 

A máquina, segundo a Nespresso, foi desenvolvida para atender “as necessidades de estabelecimentos e escritórios onde o consumo do café vai além da habitual pausa cotidiana, tornando-se um facilitador de diálogos e promotor de relações interpessoais”.

Para usar a cafeteira, o usuário fará tudo por meio de um sistema em nuvem chamado “Skyline”, acessando-a remotamente pelo smartphone. É possível, com o software, extrair café a distância, identificar o tipo de café e definir a medida.

“Entendemos que o café desempenha um papel significativo na cultura de uma companhia ou comércio, por isso foi primordial que adaptássemos esse lançamento global para o cenário atual do Brasil. As máquinas Momento combinam design inovador e tecnologia de ponta para agregar valor aos negócios de nossos clientes Nespresso Professional”, explica Eduardo Trielli, Head de Nespresso Professional no Brasil.

Foco no futuro

A previsão da empresa é dobrar sua participação no mercado brasileiro até 2025, apostando no cenário híbrido de retomada com linha profissional “que alia design, praticidade e inovação para trazer mais segurança ao consumidor no consumo fora de casa”. A companhia não abre o market share atual por “motivos estratégicos”. 

Segundo a Nespresso, o Brasil é o maior fornecedor de cafés para a marca em nível mundial. Por ser o segundo maior bebedor do grão no mundo todo, a empresa “ainda vê a oportunidade de aumentar a capilaridade do negócio por aqui”. Ao todo, o país representa um mercado de 105 bilhões de xícaras, sendo que o consumo fora de casa responde por 35 bilhões deste total. 

Mais Recentes da CNN