‘Ninguém esperava’, diz chefe de associação do agronegócio sobre saída de Salles

Em entrevista à CNN, o presidente da Abag, Marcello Brito, criticou a política ambiental adotada por Salles à frente do Ministério do Meio Ambiente

Produzido por Jorge Fernando Rodrigues, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

Em entrevista à CNN, o presidente da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Marcello Brito, disse que “ninguém esperava” o pedido de demissão do advogado Ricardo Salles do comando do Ministério do Meio Ambiente. Ele ocupava o cargo desde o início da gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em janeiro de 2019.

“Apesar de surpreender o fato de o governo ter um ministro investigado no cargo, foi uma surpresa”, disse Brito. Salles enfrenta um processo junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), em que é acusado de relação com esquema de desvio de madeira ilegal.

De acordo com Brito, não há o que se comemorar ou lamentar com a saída de um ministro. Porém, ele critica as ações adotadas enquanto o advogado esteve à frente do Ministério do Meio Ambiente, ainda que atribua a responsabilidade ao governo federal como um todo. 

“Um país da potência agroambiental brasileira não pode ter esse tipo de política em que ao invés de protagonista você fica sempre na defensiva”, afirmou. 

Cúpula de Líderes sobre o Clima
O ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles
Foto: Reprodução/CNN Brasil (22.abr.2021)

Mais Recentes da CNN