Nova carteira do Ibovespa terá 81 ações, Vale mantém maior peso

A preliminar para a composição que irá valer de 4 de janeiro a 31 de abril manteve a entrada das ações de Copel, Eneva, JHSF e Unidas e nenhuma exclusão

Leilão de áreas no porto de Santos na B3, a bolsa de valores paulista, em 13/08/2019
Leilão de áreas no porto de Santos na B3, a bolsa de valores paulista, em 13/08/2019 Foto: Alberto Ruy/MInfra (13/08/2019)

Paula Arend Laier, da Reuters

Ouvir notícia

O Ibovespa que irá vigorar nos primeiros quatro meses de 2021 será composto por 81 ativos de 78 empresas, de acordo com a terceira e última prévia do índice de referência do mercado acionário brasileiro, divulgada pela B3 nesta terça-feira.

A preliminar para a composição que irá valer de 4 de janeiro a 31 de abril manteve a entrada das ações de Copel, Eneva, JHSF e Unidas e nenhuma exclusão, alterações já feitas nas duas prévias anteriores.

Leia também:
Bolsa vai a 119 mil pontos e quase bate recorde; dólar sobe para R$ 5,238
Planos de saúde podem ficar até 25% mais caros a partir de 2021

As ações com maior participação no Ibovespa continuaram sendo Vale ON, com 11,305%; Itaú Unibanco PN, com 6,984%; Petrobras PN, com 5,872%; B3 ON, com 5,419%; e Bradesco PN, com 5,375%.

Para mais detalhes sobre as mudanças, clique aqui.

Mais Recentes da CNN