Novo conceito de jato permite que passageiros tenham experiência ‘submarina’

Projeto da Lufthansa Technik apresenta um sistema de projeção que permite cobrir as paredes internas da cabine com praticamente qualquer tipo de ambientação

Cabine "Explorer" de jato projetado pela Lufthansa Technik
Cabine "Explorer" de jato projetado pela Lufthansa Technik Lufthansa Technik AG

Tamara Hardingham-Gillda CNN

Ouvir notícia

Em breve, os passageiros de jatos particulares poderão viajar pelo ar e “embaixo d’água” ao mesmo tempo, graças a um novo conceito de cabine.

A Lufthansa Technik, especialista em manutenção e revisão de aeronaves, acaba de revelar o design de um novo tipo de cabine feito para o Airbus Corporate Jet ACJ330, que permite que os passageiros “descubram o mundo” durante a viagem.

O conceito de cabine “Explorer”, projetado para acomodar cerca de 10 a 16 passageiros, é inspirado nos iates exploradores, construídos para cruzeiros de longa distância a áreas isoladas do mundo.

“Nos últimos meses, analisamos intensamente o contexto visual e os elementos típicos desses barcos, para transferir a ideia de design deles para o ar”, diz Jan Grube, diretor de vendas da divisão de serviços VIP da Lufthansa Technik.

Sistema de projeção

Além dos elementos clássicos normalmente encontrados em jatos particulares, como quartos, banheiros e até mesmo escritórios e salas de jantar, o “Explorer” apresenta um sistema de projeção que pode cobrir as paredes e tetos internos com praticamente qualquer tipo de ambientação que aqueles a bordo desejem – incluindo um mundo subaquático.

Enquanto alguns detalhes da cabine ainda estão sendo definidos, os primeiros projetos foram exibidos para compradores em potencial no Monaco Yacht Show desta semana, que acontece de 22 a 25 de setembro, e receberam forte interesse do mercado, de acordo com a equipe da Lufthansa Technik. O lançamento final da nova cabine acontecerá no Dubai Airshow, em novembro.

Embora o objetivo dos primeiros desenhos seja meramente apresentar as “possibilidades técnicas e de design” da espaçosa cabine aos clientes, a Lufthansa Technik diz que levaria entre 18 a 24 meses para projetar e concluir totalmente este conceito específico caso um comprador o encomendasse.

Empresa mostra o interior do jato de luxo/ Divulgação/Lufthansa Technik

Mercado em alta

O projeto surge em um momento em que a popularidade dos jatos particulares cresce. A empresa de aviação privada FlyEliteJets, sediada na Flórida, relatou um aumento de 150% nas reservas desde o início da pandemia, e a empresa de aviação global VistaJet registra uma alta de 65% na demanda por seus voos desde março passado.

E não são apenas os voos privados que estão aumentando – o número de proprietários de jatos particulares no mundo também está crescendo rapidamente.

No mês passado, a Associação Internacional de Comerciantes de Aeronaves reportou um aumento de 52% nas vendas do segundo trimestre, com as empresas associadas vendendo 320 jatos particulares no segundo trimestre de 2021, acima dos 211 vendidos nos primeiros três meses do ano.

A demanda é tão forte que, inclusive, não há jatos suficientes disponíveis para o mercado. Um relatório de julho da corretora de jatos Colibri Aircraft indicou que apenas 4,7% dos jatos particulares usados estavam à venda, a menor quantidade desde os anos 1980.

Mais Recentes da CNN