O colapso que Trump previu para Wall Street – e que não aconteceu

Do dia em que a vitória de Biden foi projetada até o feriado de Natal, o índice S&P 500 subiu 10%

O podcast Carteira Inteligente é apresentado pelo diretor do CNN Brasil Business, Fernando Nakagawa
O podcast Carteira Inteligente é apresentado pelo diretor do CNN Brasil Business, Fernando Nakagawa Foto: CNN

Do CNN Brasil Business

Ouvir notícia

O presidente Donald Trump bem que tentou convencer Wall Street de que um colapso aconteceria no mercado caso o democrata Joe Biden fosse eleito. Mas as eleições passaram, e o cenário está se desenhando exatamente no caminho contrário.

Do dia em que a vitória de Biden foi projetada até o feriado de Natal, o índice S&P 500 subiu 10%. É quase o dobro da alta registrada quando Trump se elegeu, lá em 2016. Outros fatores, como as eleições no Congresso e a chegada da vacina, também contribuem para este otimismo em Wall Street.

No episódio de hoje:

– Os dados sobre o desemprego divulgados pelo IBGE nesta terça-feira (29) mostram o início de uma recuperação;

– Foi a primeira vez que a taxa de desemprego caiu desde o início da pandemia. O índice de ocupação também subiu em relação ao trimestre anterior;

– O aumento da ocupação foi puxado pela informalidade, já que 89% dos postos de trabalho gerados em outubro eram informais;

– O Tesouro Nacional divulgou aquele que já é o maior rombo nas contas públicas já registrado; de janeiro a novembro, foram quase R$ 700 bilhões;

– A previsão do governo é que a dívida deste ano alcance 92% do PIB;

– A farmacêutica Pfizer recebeu a certificação de boas práticas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, e, com isso, avança para o registro no país;

– A análise da Anvisa contou com relatórios elaborados por outros países;

– Mesmo com essa certificação, a Pfizer não pretende pedir o uso emergencial da vacina no país, alegando que a Anvisa coloca muitos empecilhos para isso;

– O Ibovespa quase bateu um recorde nesta terça-feira (29) e superou a pontuação alcançada em janeiro deste ano, quando ainda nem falava em pandemia;

– O índice fechou em 119.409,15 pontos, e o dólar em R$ 5,183, com queda de 1,1%;

– O cenário internacional foi um dos responsáveis por esse dia de animação nas bolsas. Isso porque o pacote de ajuda sancionado por Trump, nos Estados Unidos, está prestes a sofrer um incremento;

– Os democratas aproveitaram a brecha deixada pelo republicano, que questionou o valor do auxílio destinado aos americanos, e colocaram um aumento do pacote para ser votado;

– A medida já foi aprovada na Câmara e agora segue para o Senado;

– Fez o seu jogo na Mega da Virada e está se perguntando quais as chances de levar o prêmio sozinho? A CNN foi atrás da resposta

Na agenda desta quarta-feira (30), o Banco Central divulga às 9h30 os dados sobre as contas públicas nacionais. Mais tarde, o Banco Central também divulga o fluxo cambial do mês até o dia 25. No exterior, sai o principal indicador da China, a pesquisa PMI, às 22h do horário de Brasília.

(Publicado por Paulo Toledo Piza).

Mais Recentes da CNN