O que esperar da Apple durante o seu evento de lançamento nesta terça-feira (20)

O evento de lançamento da Apple, o “Spring loaded”, pode apresentar ao mundo novas versões de aparelhos consagrados, além de um dispositivo totalmente novo

Apple Store
Apple Store Foto: Andy Wang / Unsplash

Samantha Murphy Kelly, CNN Business

Ouvir notícia

 

A Apple está anunciando com entusiasmo seu primeiro evento de 2021, tentando reanimar os seus usuários – e fãs – depois de um período de poucas novidades. Nesta terça-feira (20), a expectativa é que a empresa apresente ao mercado novos iPads, além de um produto que está sendo desenhado há anos.

Os convites para a conferência virtual para jornalistas, chamada de “Spring loaded”, foram enviados na semana passada e incluíam uma imagem com espirais coloridas formando o logotipo da Apple e uma pista que sugere atualizações na linha de iPad.

Apesar da dica, isso não quer dizer necessariamente que novos tablets da marca sejam apresentados durante o evento, já que virou praxe a Apple mandar algumas pistas falsas aos jornalistas.

 

O executivo sênior de marketing da empresa, Greg Joswiak, ajudou a aumentar as especulações ao publicar no Twitter um vídeo com uma animação de espirais vivas, saltando pela sede da Apple. Isso gerou especulações de que a realidade aumentada também poderia fazer parte da apresentação da empresa.

iPad Pro

Todo ano, neste período, a Apple tem como tradição anunciar a chegada dos iPads da próxima geração. A empresa deve apresentar um iPad Pro atualizado com um processador mais rápido, suporte 5G, uma porta Thunderbolt para que possa se conectar a mais monitores externos e uma tela Mini LED.

Espera-se que a tela aumente o brilho, ofereça uma razão de contraste mais alta, melhore a eficiência de energia para uma vida útil mais longa da bateria, mas seja ligeiramente mais grossa do que as versões atuais. É possível que a Apple também exiba um iPad mini redesenhado com suportes menores e uma tela maior. Mas não está claro se alguma dessas atualizações será suficiente para convencer os usuários a atualizar.

Eleftheria Kouri, analista da consultoria de mercado de tecnologia ABI Research, disse que as remessas de tablets aumentaram significativamente em 2020, graças, em parte, ao aprendizado em casa e ao home office. Mas esse aumento turbinado pelo confinamento não durará para sempre.

“Os fornecedores de tablets, incluindo a Apple, precisam apresentar um recurso tecnológico realmente revolucionário para impulsionar as vendas e encorajar os consumidores a substituir seus dispositivos antigos: a conectividade 5G é um desses recursos fundamentais”, disse ela.

AirTags

Talvez o produto mais badalado entre os que estão sendo cogitados seja o estreante AirTags, um localizador Bluetooth que ajuda a encontrar itens como chaves, carteiras, laptops ou até mesmo o seu carro. O AirTags já estava em andamento em 2019, quando imagens ocultas do iOS 13 sugeriam que discos pequenos, planos e circulares, com chips integrados poderiam permitir que alguém localizasse itens quando conectado ao aplicativo Buscar, da Apple.

É aqui que a realidade aumentada pode entrar em jogo. No iOS 13, existe uma linha de código com o seguinte texto: “Ande vários metros e mova seu ?iPhone? para cima e para baixo até que um balão apareça”, indicando onde um item pode estar escondido, de acordo com o MacRumors, um portal especializado em notícias sobre a Apple.

Apple TV, recursos de privacidade e muito mais

A Apple TV precisa de um novo processador e também de um suporte melhor para atualização de jogos. Mas pode também vir com um controle remoto com design diferente, que pode funcionar como um localizador físico para AirTags, segundo o blog de tecnologia 9to5Mac, outro que repercute as inovações da empresa da maçã.

E ainda há os AirPods 3. Acredita-se que a próxima geração de fones de ouvido sem fio da Apple tenha um design mais alinhado com seus AirPods Pro, de última geração, junto com suporte de áudio espacial e controles de toque. Os AirPods ganharam fãs ao longo dos anos e surgiram como um símbolo de moda e status, mas é possível que a Apple espere até o final deste ano para exibir um novo modelo.

O MacBook Pro e o MacBook Air da Apple também devem ser atualizados, mas não está claro se isso acontecerá agora. A Apple recentemente encerrou sua linha iMac Pro e seu HomePod original. A ideia é se concentrar no mini HomePod.

A empresa também pode apresentar aos usuários uma atualização do seu software, uma versão 14.5 do iOS, que os consumidores da marca esperam que foque na privacidade. Seu próximo recurso, o App Tracking Transparency, exigirá que os desenvolvedores de aplicativos divulguem explicitamente como estão coletando dados do usuário e para que serão usados. Além disso, o recurso deve exigir o consentimento do usuário antes de baixar ou atualizar aplicativos da App Store.

Mesmo assim, todos os olhos estarão atentos a possíveis novos dispositivos na terça-feira. “Apesar das interrupções na linha de produção, da crise na indústria de semicondutores e da incerteza econômica causada pela pandemia, a demanda por produtos de consumo em geral se manteve”, disse Kouri.

A ABI Research espera que a demanda por certos produtos, como fones de ouvido sem fio e dispositivos 5G, apresente um crescimento explosivo nos próximos anos, mas empresas de tecnologia como a Apple terão primeiro de fornecer incentivos suficientes para que os consumidores gastem seu dinheiro.

O evento da Apple começa às 14h, horário de Brasília, no site da empresa, no YouTube e na Apple TV.

Mais Recentes da CNN