Desemprego em países da OCDE cai a 6% em agosto, ainda acima do pré-pandemia

No fim de agosto, os países da OCDE tinham 39,7 milhões de desempregados

Pessoas em fila para pedido de auxílio-desemprego em Fort Smith, Arkansas (EUA) 06/04/2020REUTERS/Nick Oxford
Pessoas em fila para pedido de auxílio-desemprego em Fort Smith, Arkansas (EUA) 06/04/2020REUTERS/Nick Oxford Foto: StockSnap/Pixabay

Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

A taxa de desemprego dos países que integram a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) diminuiu pelo quarto mês consecutivo em agosto, mas permaneceu bem acima de níveis pré-pandemia. Relatório da OCDE divulgado nesta quarta-feira (13) mostra que a taxa de desemprego do grupo recuou para 6% em agosto, ante 6,1% em julho.

Já em relação a fevereiro de 2020, um mês antes de a Covid-19 ser declarada pandemia, a taxa de agosto ainda é 0,7 ponto porcentual maior.

No fim de agosto, os países da OCDE tinham 39,7 milhões de desempregados, 1 milhão a menos do que no mês anterior, mas ainda 4,3 milhões acima do patamar de fevereiro de 2020, mostra o documento.

Mais Recentes da CNN