Oi quer cortar até 15% da folha de pessoal com plano de demissão voluntária

A companhia vai oferecer condições que incluem parcela indenizatória e extensão de benefícios como plano de saúde e odontológico

Oi: plano prevê a venda de mais de R$ 22 bilhões em ativos
Oi: plano prevê a venda de mais de R$ 22 bilhões em ativos Foto: Reprodução

Alberto Alerigi Jr.,

da Reuters

Ouvir notícia

O grupo de telecomunicações Oi anunciou nesta sexta-feira lançamento de plano demissão voluntária com objetivo de conseguir adesão de cerca de 2 mil funcionários, ou até 15% do quadro de pessoal.

A empresa afirma que o plano oferece “condições diferenciadas que incluem parcela de natureza indenizatória em função do tempo de empresa e extensão de benefícios como plano de saúde, plano odontológico e seguro de vida, entre outras concessões”, mas não deu detalhes sobre valores.

A Oi teve sinal verde necessário para colocar em prática o novo plano, que prevê a venda de mais de R$ 22 bilhões em ativos, como torres, data centers, redes móveis e metade do negócio de fibra.

Leia também:
Justiça homologa novo plano de recuperação da Oi, que deve vender ativos
A Oi não está sendo fatiada e o futuro dela é a fibra ótica do 5G, diz CEO

O novo plano da Oi prevê um desmanche da companhia e a concentração dos negócios no segmento de fibra ótica.

As redes móveis são alvo de interesse do consórcio formado por TIM, Vivo e Claro. Se as rivais ficarem com as redes móveis da Oi, haverá uma concentração de mercado, o que exigirá do Cade um análise complexa que pode durar um ano.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

 

Tópicos

Mais Recentes da CNN