Open banking quebra barreiras de setores bancário e financeiro, diz especialista

À CNN Rádio, Leandro Pupe Nóbrega explicou que última etapa do open banking amplia serviços para o consumidor

Mais de 1 milhão de usuários permitiram o compartilhamento de dados, o que demonstra “confiança no open banking.”
Mais de 1 milhão de usuários permitiram o compartilhamento de dados, o que demonstra “confiança no open banking.” Unsplash

Amanda Garcia, com produção de Bel Camposda CNN

Ouvir notícia

A quarta fase do Open Banking, que tem início nesta quarta-feira (15), “rompe barreiras do setor bancário, financeiro e do mundo, já que permite compartilhamento de dados até com outros países”, na avaliação de Leandro Pupe Nóbrega, que é líder de operações da Belvo na América Latina e gerente da Comunidade Open Finance Brasil.

Em entrevista à CNN Rádio, o especialista diz que este é um “momento marcante”: “O lançamento da última fase, quebra barreiras de serviços e produtos bancários, indo para área de câmbio, seguros, previdências, contas e depósitos, permite compartilhar dados muito além de poupança, conta corrente, cartão de crédito.”

Nesta fase, os usuários vão ter mais opções de instituições para compartilhar os tipos de finanças pessoais e não estarão sujeitos somente às bancárias.

Tudo depende, no entanto, do consentimento das pessoas ao serviço oferecido.

Leandro chamou a atenção que mais de 1 milhão de usuários permitiram o compartilhamento de dados, o que demonstra “confiança no open banking.”

Ele ainda elogiou a implantação escalonada do Banco Central, que permite uma “preparação das instituições, inclusive na questão de segurança e mudança cultural na população para saber como funciona o processo de compartilhamento de dados para não cair em golpes.”

A partir da autorização de dados, as instituições vão poder avaliar quais são as melhores opções, por exemplo, em termos de taxas e rentabilidade, para investimentos.

Dessa forma, haverá propostas customizadas ao consumidor, que pode optar por portabilidade e transitar entre instituições bancárias.

Mais Recentes da CNN