Opine: day trade é prática arrojada ou risco desnecessário

Day trade foi o tema de "O Grande Debate — Investimentos" desta semana que contou com Renato Breia, analista da Nord Research, Caio Sasaki, do Portal do Trader

"O Grande Debate - Investimentos", mediado por Fernando Nakagawa, diretor do CNN Brasil Business
"O Grande Debate - Investimentos", mediado por Fernando Nakagawa, diretor do CNN Brasil Business Foto: Divulgação

Do CNN Brasil Business

Ouvir notícia

 

O mercado financeiro vive uma verdadeira febre do day trade, que é aquela operação em que você compra e vende ações ou contratos no mesmo dia e, em tese, lucra com isto. Muitos especialistas defendem essa estratégia, mas uma pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV) revelou que 97% dos investidores que adotam isso no Brasil têm prejuízo, e os que lucram não conseguem nem R$ 300 por dia. 

No programa “O Grande Debate – Investimentos” desta semana, Renato Breia, analista de casa de análises Nord Research, é crítico ao day trade, enquanto Caio Sasaki, que já foi da XP Investimentos e hoje é estrategista do Portal do Trader, defende a prática. Confira abaixo os posicionamentos deles e dê a sua opinião.

Day trade é uma operação de especialistas, de quem está há muito tempo no mercado. Essa prática acaba sendo difundida pelas corretoras e por vendedores de cursos com a promessa de que dá para ficar rico rápido. A perspectiva de ganhar a vida sem sair de casa é muito sedutora, mas quem realmente ganha dinheiro com day trade são os investidores institucionais — que investem pesadamente em tecnologia —, quem opera na contraparte, que são as corretoras, e os educadores financeiros.

Renato Breia, analista da Nord Research

 

 

A maioria das pessoas perde dinheiro com day trade, assim como acontece em um vestibular concorrido, um grande concurso público ou até mesmo um cargo de diretoria. O que eu acho interessante é focar nas pessoas que conseguiram alcançar os objetivo e no que elas fizeram de diferente de quem morreu tentando. No day trade, as pessoas que tiveram resultado positivo levaram tempo se preparando. O resultado é fruto de um processo, não é por um acaso.

Caio Sasaki, estrategista do Portal do Trader

Os bancos mantêm as mesas de day trade, porque têm expertise, tecnologia e dinheiro. Têm inclusive algoritmos que ajudam em operações de alta frequência. Já as corretoras ganham com corretagem.

Renato Breia, analista da Nord Research

A corretora oferece day trade como mais uma possibilidade de ganhos, como fundos imobiliários, fundos de investimento multimercados. Não é pela corretagem que as corretoras oferecem; até porque muitas nem cobram corretagem.

Caio Sasaki, estrategista do Portal do Trader

 

 

, o produto é você. Para as corretoras, interessa ter uma base de clientes operando mesmo que de graça, porque ela oferece esse mesmo serviço para grandes investidores que são a contraparte — e ela cobra deles.”]

”Renato

 

pode ter tido uma perda considerável.”]

”Caio

 

(Texto publicado por Natália Flach)

Mais Recentes da CNN