Otto Lobo é nomeado diretor da CVM, com mandato até dezembro de 2025

Ele assume na vaga deixada pelo ex-diretor Henrique Balduíno Machado Moreira

Otto Lobo, novo diretor da CVM.
Otto Lobo, novo diretor da CVM. Waldemir Barreto/Agência Senado

Bruno Villas Bôas, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

Após a aprovação pelo Senado, o presidente da República, Jair Bolsonaro, nomeou o advogado Otto Eduardo Fonseca de Albuquerque Lobo para a diretoria da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A nomeação foi feita por decreto, publicado nesta sexta-feira (7) no Diário Oficial da União.

O novo membro do colegiado da CVM vai cumprir mandato até 31 de dezembro de 2025.

Ele assume na vaga deixada pelo ex-diretor Henrique Balduíno Machado Moreira.

Otto Lobo é fundador da Lobo & Martin Advogados e possui experiência em questões de direito financeiro, societário, governança corporativa e arbitragem.

Durante sua sabatina no Senado, ele defendeu “especial atenção” para criptoativos, como bitcoins, que ainda não tem regulação no Brasil.

Mais Recentes da CNN