Para 65%, economia brasileira está no caminho errado, aponta pesquisa do Ipespe

Perda de confiança na economia do país foi acentuada com o surgimento da Covid-19, no início de 2020

Da CNN Brasil

Ouvir notícia

Segundo estudo divulgado nesta quinta-feira (27), 65% dos brasileiros acreditam que a economia do país não está no caminho certo.

A pesquisa realizada pelo Ipespe (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas) mostra que, com o advento da pandemia, a confiança na economia brasileira começou a cair.

Em fevereiro de 2020, 47% da população acreditava que a economia estava no caminho certo, enquanto 40% achava que não.

Desde o surgimento da Covid-19, os números se inverteram. O final do ano passado alcançou o pico da desconfiança, com 69% dos entrevistados acreditando que a economia não ia bem.

“Os números corroboram isso. Ao olharmos os dados que temos disponíveis de mercado de trabalho, vemos que muita gente ainda não recuperou os empregos perdidos no começo de 2020”, disse Alexandre Schwartsman, economista e ex-diretor do Banco Central.

Este ano, com o Auxílio Brasil, o número recuou 4%, mas o índice continua alto.

“Por mais que seja um auxílio maior e atinja um universo maior de pessoas do que o Bolsa Família, a verdade é que ele ainda é relativamente pequeno para o tamanho de perda de renda que teve no Brasil”, acrescentou Schwartsman.

Para o ex-presidente do BNDES e ex-ministro das Comunicações, Luís Carlos Mendonça de Barros, com o pagamento das próximas parcelas do Auxílio Brasil, o cenário deve melhorar. Ainda assim, a inflação alta vai continuar puxando o freio de mão da economia.

“Ao longo do tempo, certamente isso [o pagamento do Auxílio Brasil] vai ter alguma influência positiva na avaliação do presidente, mas vamos sofrer com a inflação no resto do ano”, ressaltou.

A CNN Brasil entrou em contato com o Ministério da Economia, mas ainda não obteve retorno.

 

Mais Recentes da CNN