Para evitar pressões políticas, blindamos os Bancos Centrais, diz economista

Autonomia do Banco Central deverá receber o aval final dos parlamentares nesta terça-feira (9)

Produzido por Jorge Fernando Rodrigues, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Após mais de 30 anos de discussões no Congresso, a autonomia do Banco Central deverá receber o aval dos parlamentares nesta terça-feira (9). Mas o que isso muda na prática? 

Segundo o economista e ex-presidente do BC Gustavo Loyola, se a medida for aprovada, a instituição ficará blindada em relação a pressões políticas.

“[O projeto] É um grande avanço. Essa medida aprovada blinda o Banco Central em relação às pressões políticas, e o Banco Central pode exercer as suas funções, principalmente a função de zelar pela estabilidade da moeda. Essas influências podem ser extremamente negativas para a economia”, afirma.

Isso porque, explica Loyola, de repente o BC deixa de subir o juros ou reduz quando não deve para incentivar a economia em atendimento a uma pressão eleitoral.

“Uma espécie de estelionato seria cometido contra a sociedade. Para evitar que essas pressões levem a isso, se blindam os Bancos Centrais.”

 

(Publicado por Sinara Peixoto)

 

 

 

Mais Recentes da CNN