PayPal diz sim e criptomoedas serão aceitas como forma de pagamento do sistema

Agora, os clientes poderão comprar, vender e armazenar bitcoins e outras moedas virtuais usando as carteiras online da empresa

Sede do PayPal em San Jose, na Califórnia
Sede do PayPal em San Jose, na Califórnia Foto: Dilvugação

Reuters

Ouvir notícia

A PayPal entrou no mercado de criptomoedas nesta quarta-feira, permitindo que clientes comprem, vendam e armazenem bitcoins e outras moedas virtuais usando as carteiras online da empresa de pagamentos digitais.

Os clientes da PayPal também poderão usar criptomoedas para fazer compras nos 26 milhões de comerciantes integrados a sua rede a partir do início de 2021, informou a empresa em comunicado.

Leia também:
Pix vai consolidar a relação que temos com os clientes, diz presidente da Stone
‘Powerpoint está morto’, pelo menos segundo essa startup alemã

Porém, os pagamentos com criptomoedas no PayPal serão liquidados usando moedas fiduciárias, como o dólar, o que significa que os comerciantes não receberão pagamentos em moedas virtuais, disse a empresa.

O PayPal espera que o serviço incentive o uso global de moedas virtuais e prepare sua rede para novas moedas digitais que podem ser desenvolvidas por bancos centrais e corporações, disse o presidente-executivo, Dan Schulman, em entrevista.

“Estamos trabalhando com bancos centrais e pensando em todas as formas de moedas digitais e em como o PayPal pode desempenhar um papel”, disse ele.

Os titulares de contas nos EUA poderão utilizar criptomoedas em suas carteiras do PayPal nas próximas semanas, disse a empresa. A empresa também planeja expandir o recurso para seu serviço Venmo e lançá-lo em outros países no primeiro semestre de 2021.

A PayPal tem 346 milhões de contas ativas em todo o mundo e processou 222 bilhões de dólares em pagamentos no segundo trimestre.

As criptomoedas tendem a ser voláteis, tornando-as atraentes para especuladores, mas não para comerciantes e consumidores. As transações têm sido mais lentas e caras do que outros sistemas de pagamento convencionais.

https://www.facebook.com/cnnbrasilbusiness/

Mais Recentes da CNN