Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem 35 mil na semana, a 310 mil

O total da semana anterior foi ligeiramente revisado para cima, de 340 mil para 345 mil pedidos

Fila no Kentucky Career Center de pessoas em busca de assistência com o auxílio-desemprego em Kentucky, EUA. 18/6/2020
Fila no Kentucky Career Center de pessoas em busca de assistência com o auxílio-desemprego em Kentucky, EUA. 18/6/2020 Foto: REUTERS/Bryan Woolston

Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

O número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos teve queda de 35 mil na semana encerrada em 4 de setembro, a 310 mil, segundo dados com ajustes sazonais publicados nesta quinta-feira (9) pelo Departamento do Trabalho americano.

O resultado ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam 335 mil solicitações.

O total da semana anterior foi ligeiramente revisado para cima, de 340 mil para 345 mil pedidos.

O número de pedidos continuados, por sua vez, apresentou recuo de 22 mil na semana encerrada em 28 de agosto, a 2,783 milhões. Esse indicador é divulgado com uma semana de atraso.

Mais Recentes da CNN