Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Carro por assinatura: entenda como funciona o modelo e se é uma boa para você

    Nesse tipo de negócio, o cliente paga uma mensalidade para usar um carro zero quilômetro por determinado tempo. É uma espécie de aluguel prolongado

    Chevrolet Onix é um dos modelos disponíveis para assinatura
    Chevrolet Onix é um dos modelos disponíveis para assinatura Foto: Divulgação

    Leonardo Guimarães,

    do CNN Brasil Business, em São Paulo

    Ouvir notícia

    Você já pensou em alugar um carro por alguns anos em vez de financiar? É nesse modelo que estão apostando algumas grandes empresas do setor automotivo, como Volkswagen e Toyota, além das companhias de locação. 

    Esse tipo de serviço é vendido “para quem não tem o sentimento de posse e não quer esquentar a cabeça com as burocracias”, como diz um anúncio da Movida. 

    A ideia das empresas que oferecem a assinatura de carros é deixar o motorista apenas com a parte boa de ter um veículo. Saiba como funciona o modelo de assinatura de carros.

    Como funciona

    Nesse tipo de negócio, o cliente paga uma mensalidade para usar um carro zero quilômetro por determinado tempo. É uma espécie de aluguel prolongado. 

    Algumas empresas, como a Flua!, que tem carros da Fiat e da Jeep, permitem a compra do veículo ao término do contrato, mas o valor pago durante a vigência do contrato não é abatido do valor do carro. 

    Ou seja, em momento algum o cliente é o dono do carro. Ele apenas paga uma mensalidade pelo uso do bem.

    Franquias e prazos

    São várias opções de duração dos contratos. Geralmente, as empresas oferecem a assinatura por 12, 18, 24, 36 ou 48 meses. Quanto mais longo for o contrato, menor é o preço por mês.

    Ao contratar o serviço, o cliente escolhe também a franquia de quilometragem, ou seja, quanto ele pode rodar com o carro mensalmente. Os planos começam em 500 quilômetros por mês. Quanto maior a distância permitida, maior o preço da mensalidade.

    Há ainda uma taxa por quilômetro rodado além do acordado em contrato. A tarifa gira em torno de R$ 0,50 por quilômetro. 

    Preços da assinatura

    O custo da assinatura de um carro no Brasil começa em R$ 869/mês, preço do Renault Kwid com franquia de 500 quilômetros mensais e 20 meses de contrato. 

    A assinatura de um Volkswagen Gol por 36 meses e franquia de 1.000 quilômetros custa R$ 986 mensais na Movida.

    Os preços, claro, vão aumentando de acordo com os modelos de carro. Você pode comparar os preços dos principais serviços de assinatura aqui

    O que vem no pacote

    Quando contrata o serviço de assinatura de carros, o cliente se livra de preocupações como documentação, seguro, manutenção –preventiva e corretiva– e impostos.

    A maioria das empresas oferece carro reserva em caso de quebra do veículo principal.

    Outra pessoa pode dirigir o carro? 

    Sim, é possível que outro condutor use o veículo, mas as empresas exigem que os terceiros sejam cadastrados, para que tenham acesso ao mesmo tipo de proteção do titular. 

    É importante consultar a regra descrita em cada contrato. Algumas empresas podem proibir o uso do veículo por terceiros. 

    Requisitos para a assinatura

    Para assinar um carro é preciso, claro, de uma CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Além disso, algumas empresas exigem que as mensalidades não comprometam mais do que 30% da renda do contratante –é possível agregar a renda de cônjuges na conta. 

    Empresas que oferecem o serviço

    Mais de dez empresas já oferecem o serviço de assinatura de carros no Brasil. Entre elas, estão Porto Seguro, Unidas, Localiza e Movida. Entre as montadoras, Flua! (marca da Stellantis), Audi, Renault e Volkswagen oferecem o serviço no país. 

    Compra do carro no final

    Algumas empresas, como a Flua!, que tem carros da Fiat e da Jeep, permitem a compra do veículo ao término do contrato, mas o valor pago durante a vigência do contrato não é abatido do valor do carro. 

    Mais Recentes da CNN