Pior período de estiagem já passou em SP e crise é administrável, diz secretário

À CNN Rádio, Marcos Penido destacou que uso consciente da água é necessário, mas reservatórios vão atender à demanda

Instrumento para medição do nível d'água no reservatório da usina hidrelétrica de Furnas, em São José da Barra (MG)
Instrumento para medição do nível d'água no reservatório da usina hidrelétrica de Furnas, em São José da Barra (MG) 14/01/2013REUTERS/Paulo Whitaker

Amanda Garcia com produção da Bel Camposda CNN

Ouvir notícia

A situação dos reservatórios no estado de São Paulo “é melhor do que a de 10 dias atrás”, segundo o secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente de São Paulo, Marcos Penido, em entrevista à CNN Rádio.

Ele atribuiu a melhora ao início do período de chuvas. “Tivemos chuvas no estado inteiro. Nos municípios gerados pela Sabesp, só a cidade de Franca tinha rodízio e hoje não tem mais. Cantareira se manteve estável, manteve queda constante por dia, a situação é administrável.”

Penido garantiu que “temos total condição de prestar atendimento para a região metropolitana e aos 366 municípios geridos pela Sabesp”.

“O pior período de estiagem já passou, final de outubro e novembro chuvas terão chuvas na média, e aguardamos a previsão para dezembro”, completou.

Mesmo assim, o secretário destacou a necessidade de uso consciente da água por parte da população, embora tenha dito que os reservatórios “estão em plena condição de atendimento da demanda” e que “há água suficiente para atender à demanda.” Ele reforça que a crise “é no sentido da estiagem”, que foi a maior dos últimos 91 anos.

Mais Recentes da CNN