PL da taxação de milho é retirado de tramitação na Câmara

Proposta previa a taxação de 15% sobre as exportações do produto

PL do milho foi alvo de críticas de diversas entidades do setor de agronegócio do país
PL do milho foi alvo de críticas de diversas entidades do setor de agronegócio do país 13/01/2022 REUTERS/Stringer

Gabriela Vinhalda CNN

em Brasília

Ouvir notícia

O projeto de lei que previa a taxação de 15% sobre as exportações de milho até 31 de dezembro de 2022 foi retirado de tramitação na Câmara nesta quarta-feira (2). A proposta foi alvo de críticas de diversas entidades do setor de agronegócio do país.

Segundo a autora da matéria, Soraya Manato (PSL-ES), o objetivo era assegurar o abastecimento do grão no mercado interno nacional. Ainda de acordo com a medida, o governo federal teria autonomia para alterar a taxa em até 10 pontos percentuais.

Após o arquivamento, a deputada afirmou à CNN Brasil que irá construir uma nova proposta alinhada com os Ministérios da Agricultura e da Economia e com produtores capixabas “para que seja apresentado um projeto mais favorável a todo o agro brasileiro e que não venha a ferir os princípios da liberdade econômica”.

“Tenho um mandato limpo, transparente, íntegro e estou à disposição do setor do agro e do governo Bolsonaro para fecharmos uma proposta satisfatória a todos”, completou a deputada, que afirmou ter recebido ataques após a apresentação da medida.

Mais Recentes da CNN