Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Prazo da prova de vida acaba neste sábado (31) para parte dos segurados do INSS

    Limite faz parte de cronograma do instituto para regularizar cadastros após suspensão do procedimento

    Agência do INSS em Biritiba Mirim (SP)
    Agência do INSS em Biritiba Mirim (SP) Foto: Divulgação INSS - 9.set.2017

    Leonardo Guimarães,

    da CNN, em São Paulo

    Ouvir notícia

    Quem precisava ter feito a prova de vida do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) entre maio e junho do ano passado e não fez por causa da pandemia de Covid-19 tem até este sábado (31) para realizar a tarefa. 

    Aposentados, pensionistas e demais beneficiários há mais de um ano precisam passar pelo procedimento para não ter o benefício cortado. 

    Depois de ter sido suspensa em março de 2020, a prova de vida voltou a ser exigida pelo INSS em junho. O procedimento é feito anualmente para provar que o beneficiário está vivo e evitar fraudes. 

    A regra é que a prova de vida deve ser feita no mês em que foi feita no ano anterior. Mas, como o procedimento foi suspenso, o INSS lançou um calendário para que os segurados regularizem seus cadastros. 

    A partir de agosto, quem deveria ter feito a comprovação em julho e agosto do ano passado terá a vez de passar pelo procedimento. 

    Para fazer a prova de vida, a maioria dos segurados deve procurar o banco responsável pelo pagamento de seu benefício e levar um documento de identidade com foto. Algumas empresas permitem até a prova de vida via biometria, caso já tenha sido cadastrada pelo beneficiário na instituição. 

    Para idosos acima de 80 anos, é possível solicitar o atendimento domiciliar, pelo telefone 135. Quem não fizer a prova de vida por dificuldade de locomoção ou doença pode fazer por um procurador cadastrado no INSS.

     

    Mais Recentes da CNN