Recomposição do mercado deve ajudar em efetivações de fim de ano, avalia Alshop

Associação Brasileira de Lojistas de Shopping prevê a criação temporária de 80 mil postos de trabalho no último trimestre de 2021

Reabertura de shoppings no Distrato Federal em 2021
Reabertura de shoppings no Distrato Federal em 2021 Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Ricardo GouveiaIsabel Camposda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O aumento da demanda dos consumidores tende a incentivar que empresários recomponham a quantidade de funcionários num patamar anterior ao da pandemia.

A análise é do diretor institucional da Alshop, Luís Augusto Ildefonso.

Em entrevista à CNN Rádio, ele lembrou que muitas lojas reduziram o quadro de funcionários, mas precisam se readequar para uma nova demanda de consumo.

“Como houve muitas demissões no varejo e na área de serviços, existe agora a preocupação de repor um pouco esse quadro porque, com a imunização cada vez mais rápida e melhor do povo brasileiro, o fluxo de pessoas tem aumentado tanto em lojas de rua, principalmente em shopping centers”, diz.

“Isto traz uma previsão de um Natal seguramente melhor do que o do ano passado”, avalia.

Luís Augusto Ildefonso pondera que é difícil saber exatamente como os consumidores vão se comportar neste fim de ano.

O diretor institucional da Alshop lembra que muitas pessoas estão com restrições orçamentárias, o que dificulta o planejamento para estoques de lojistas.

Além da incerteza da demanda, o valor alto do dólar dificultou o acesso a algumas matérias-primas e encareceu diversos produtos.

Ainda dentro das projeções da Alshop, os estados que devem abrir mais vagas neste último trimestre de 2021 são São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná.

Mais Recentes da CNN