Reforma administrativa abre nova disputa entre Maia e Alcolumbre

Governo enviará projeto nesta quinta-feira ao Congresso

Igor Gadelhada CNN

Ouvir notícia

A PEC da reforma administrativa que será entregue nesta quinta-feira (3) pelo governo abriu uma nova disputa interna por protagonismo entre os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

O presidente do Senado quer que a proposta comece a tramitar em uma comissão especial mista de deputados federais e senadores. Maia, porém, avisou que não aceitará a ideia e que matéria terá de começar a ser analisada pela Câmara.

Leia também:
O que é a reforma administrativa e o que muda para os servidores públicos?
Reforma acaba com acúmulo de salário e cria 5 tipos de contratação de servidores
Reforma Administrativa: texto prevê mais autonomia para enxugar máquina pública

O deputado do DEM do Rio de Janeiro lembrou a Alcolumbre que o acordo com a equipe econômica prevê que a reforma tributária iniciaria em uma comissão mista, a administrativa pela Câmara e os projetos de regulamentação do teto de gastos pelo Senado.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia
O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia
Foto: Will Shutter/Câmara dos Deputados

Alcolumbre, porém, não desistiu de sua ideia. Ele quer que a comissão mista seja presidida por um deputado e a relatoria fique com um senador. Os mais cotados para os postos são, respectivamente, o deputado Tiago Mitraud (Novo-MG) e o senador Antonio Anastasia (PSD-MG).

Mais Recentes da CNN