Reino Unido mantém maior corretora de criptomoedas do mundo suspensa

Regulador do país já havia expressado preocupações com a atuação da Binance

Aplicativo da Binance na tela de um celular
Aplicativo da Binance na tela de um celular REUTERS/Dado Ruvic/Ilustração/Foto de arquivo

André Marinho, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

A Autoridade de Condução Financeira (FCA), equivalente à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no Reino Unido, informou nesta quarta-feira (25) que manteve a proibição às operações da filial britânica da Binance, a maior corretora de criptomoedas do mundo. A agência, contudo, revelou que a empresa cumpriu os requisitos impostos anteriormente a ela.

Em nota datada de 25 de junho, o regulador havia expressado preocupações com a atuação da empresa, que teria se “recusado” a fornecer informações básicas sobre serviços, produtos e riscos associados a eles.

A avaliação motivou a suspensão das atividades. No mercado, a decisão foi considerada o primeiro grande cerco regulatório contra os grandes atores do setor de criptoativos, ilustrando a controvérsia do tema.

Mais Recentes da CNN