Renner diz não ter recebido notificação do Procon sobre ataque cibernético

Invasão na quinta-feira (19) deixou site da varejista temporariamente fora do ar; Procon-SP pediu explicações

Unidade da Lojas Renner
Unidade da Lojas Renner Divulgação

Juliana Eliasda CNN*

São Paulo

Ouvir notícia

A administração da Lojas Renner afirmou em nota na noite da sexta-feira (20) não ter conhecimento sobre qualquer notificação formal do Procon-SP referente ao ataque cibernético que a empresa sofreu na quinta (19), e que deixou seu site temporariamente fora do ar.

O Procon-SP informou na sexta que notificou a companhia pedindo explicações sobre o ocorrido. Neste sábado (21), a página da varejista na internet já funcionava normalmente.

Segundo o Procon-SP, a Renner deverá informar quais bancos de dados foram atingidos, qual foi o nível de exposição, por qual período o site ficou indisponível e se houve vazamento de dados pessoais de clientes.

As informações deverão ser respondidas até a próxima quarta-feira (25).

Na quinta, a companhia confirmou em um comunicado ao mercado a ocorrência de uma invasão em seus sistemas que chegou a deixar seu site fora do ar. A varejista também acrescentou que seus principais bancos de dados permaneciam preservados.

Na sexta, houve registros de que o sistema de cartões da rede apresentava lentidão e falhas, embora as compras com cartões de débito e crédito estivessem ocorrendo sem problemas.

*Com Estadão Conteúdo

Mais Recentes da CNN