Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Resultado do PIB traz otimismo, mas inflação e guerra preocupam, diz economista

    À CNN Rádio, Claudio Considera avaliou que avanço de 4,6% da economia brasileira superou as perdas do primeiro ano da pandemia

    PIB per capita caiu e está “equivalente ao de 2010, o que mostra um problema grave", diz o especialista
    PIB per capita caiu e está “equivalente ao de 2010, o que mostra um problema grave", diz o especialista 15/10/2010REUTERS/Bruno Domingos

    Amanda GarciaLarissa Coelhoda CNN

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    Em entrevista à CNN Rádio, o pesquisador associado do FGV IBRE, Claudio Considera, disse que o avanço da economia brasileira de 4,6% em 2021 “recupera a queda que houve em 2020”, primeiro ano de pandemia.

    Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no quarto trimestre o PIB (Produto Interno Bruto) teve avanço de 0,5%.

    “Todas as atividades apresentaram crescimento, à exceção da agropecuária e eletricidade, todas as outras tiveram crescimento bom, como serviços, que cresceu 4,7%”, disse.

    No entanto, Considera lembrou que o PIB per capita caiu e está “equivalente ao de 2010, o que mostra um problema grave, porque a economia brasileira não está conseguindo crescer de forma sustentável.”

    “Vejo com otimismo o resultado, mas alertando para problemas que poderemos ter durante esse ano, instituto de pesquisas tem previsto crescimento fraco, de 0,7%, alguma coisa tem que melhorar em termos de política econômica para voltarmos a crescer de forma orgânica”, analisou.

    De acordo com o economista, a perspectiva para este ano não é boa.

    “Temos inflação, que tira poder de compra das famílias e reduz consumo. A inflação e a guerra na Ucrânia são pontos de problemas, inclusive vão atrapalhar nossas importações de trigo, que em grande parte vem da Rússia. Todo o comércio mundial deve ter percalços”.

    Mais Recentes da CNN