Retomada sustentável gera expectativa para ‘inflação verde’, diz Campos Neto 

O presidente do Banco Central alertou para a possibilidade de uma alta nos preços de determinadas commodities, como metais e minerais

Roberto Campos Neto, presidente do BC
Roberto Campos Neto, presidente do BC Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino

Anna Russi, da CNN, em Brasília 

Ouvir notícia

 

Apesar de otimista com o cenário de recuperação da atividade econômica, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, alertou para a possibilidade de uma alta nos preços de determinadas commodities, como metais e minerais essenciais para a transição tecnologia com fontes renováveis. Segundo ele, isso seria consequência da corrida para alcançar a economia ecológica e verde. 

 

“Certas coisas na retomada sustentável indicam uma expectativa que chamamos de inflação verde. Há um questionamento sobre se isso já está sendo precificado”, comentou em conversa virtual com investidores estrangeiros nesta quinta-feira (12). 

Ele ainda ponderou que alguns componentes necessários para deixar a economia mais verde são contraditórios já que são “sujos”, como lítio, metal, níquel e alumínio. “Vemos isso se desenrolar em relação a essa economia mais verde e é quase como se você dissesse que para ser verde, você precisa ser ‘marrom’ antes. Há um limite de o quanto você pode fazer isso e isso está aumentando os preços e limitando a habilidade de transição para uma economia mais rapidamente. […] É importante coordenar como atingiremos esse equilíbrio”, acrescentou. 

Além disso, o chefe do BC também avaliou que a recuperação do setor de serviços, com a melhora do cenário de pandemia, vai mudar o equilíbrio atual da inflação. “A pandemia também da preferência para produtos em vez de serviços, mas tudo hoje sinaliza de que haverá uma mudança de serviços para produtos”, afirmou.

Mais Recentes da CNN