‘Retorno garantido em criptomoedas é uma falácia’, alerta especialista

Roberta Antunes, diretora de desenvolvimento da Hashdex, recomenda que iniciantes em criptoativos comecem por fundos de investimentos regularizados

Produzido por Daniel Corráda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

A explosão do número de investidores brasileiros em criptomoedas no último ano acende o alerta para golpes e a importância da segurança para os ativos digitais. A avaliação é da diretora de desenvolvimento da Hashdex, Roberta Antunes.

Em entrevista à CNN, ela diz que a melhor opção para quem quer se aventurar no mercado de moedas virtuais são os fundos de investimentos regulados por gestoras autorizadas.

“Para se prevenir de eventuais golpes, nunca acredite em promessas milagrosas. Retorno garantido é uma falácia”, alerta. “Quem está apostando nessa tecnologia do futuro está comprando um investimento de longo prazo e deve atrelar o investimento a uma gestora de segurança.”

A especialista destaca que o mercado de criptoativos não sofre as mesmas interferências dos mercados financeiros tradicionais e, por isso, investidores precisam estar cientes do risco dessa modalidade.

“Em criptoativo, o que está por trás é o blockchain, e ele se valoriza conforme essa tecnologia vai ganhando relevância e adoção”, explica Roberta.

Para ela, o blockchain é uma tecnologia com potencial revolucionário na sociedade e investir em criptomoedas, como bitcoin e Etherum, é uma forma de participar disso.

“Acredito de verdade que blockchain é uma tecnologia que vai impactar o mundo da mesma maneira que a internet impactou na década de 1990”, diz. “Como qualquer início de tecnologia, é muito difícil apostar quem são os grandes vencedores.”

“Hoje o bitcoin, que é a moeda mais antiga, é a mais valorizada, mas tem outras criptos surgindo diariamente. Hoje, há mais de 10 mil criptoativos e o desafio é exatamente selecionar quais valem a pena ou não.”

Mais Recentes da CNN