Rezende: Governo não se preparou e conta de luz ficará ainda mais cara em 2022

No quadro Liberdade de Opinião, Sidney Rezende alertou para aumento de tarifas e possibilidade de interrupção esporádica de energia elétrica para o ano que vem

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta quarta-feira (16), Sidney Rezende repercutiu o anúncio de que a conta de luz vai ficar mais cara. A estimativa da Aneel é um aumento de cerca de 5% na energia em 2022. Segundo o governo, o país vive a pior estiagem dos últimos 91 anos.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que após conversar com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, ficou claro que o Brasil deverá enfrentar problema semelhante ao de 20 anos atrás, ou seja, com a conta mais cara e uma pequena possibilidade de racionamento, mas sem risco, por enquanto, de apagão.

“Quando alguém dessa envergadura do presidente da Câmara diz que pode ser que tem aumento, [quer dizer que] vai ter aumento sim”, afirmou Rezende. “Chamo a atenção para o ano que vem, pois o governo federal fez um acordo com as concessionárias de energia por causa da Covid-19, então esse custo adicional vai vir no ano que vem”, destacou.

“Vai ter aumento agora porque o governo não fez bandeira vermelha, não se preparou, não fez a história da formiguinha que vai guardando alimento para quando vem o inverno não precisar botar a cabeça pra fora – o governo não fez isso, deixou para fazer o ajuste muito tarde.”

“Não vai ter chuva suficiente para os próximos três ou quatro meses. Está se falando muito sorrateiramente o que chamam de ‘cortes de carga’, que não é o que se chama de apagão, mas são cortes de energia [por períodos]”, continuou o jornalista.

“Então prepara o bolso porque o aumento de preço [da conta de luz] vai vir, mesmo o presidente da Câmara colocando na condicional, e esses cortes de carga também.”

O Liberdade de Opinião tem a participação de Sidney Rezende e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (16.jun.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

Mais Recentes da CNN