Rita Lisauskas: privatização de correios no mundo tem bons e péssimos exemplos

No quadro Liberdade de Opinião, Rita Lisauskas comentou a entrega do projeto de privatização dos Correios feita pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta quinta-feira (25), Rita Lisauskas avaliou a entrega do projeto de privatização dos Correios feita por Jair Bolsonaro (sem partido) ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). A proposta prevê a quebra do monopólio e a abertura do mercado para outras empresas.

“A possibilidade de vender os Correios é um desejo desse governo e sempre ouvimos que o que é privado é mais eficiente. Mas a gente viu o que aconteceu no Amapá ano passado, uma empresa privada é responsável pela energia do estado e deixou as pessoas um mês sem luz ou com racionamento de luz. Então, essa relação de que o que é feito pela iniciativa privada é mais eficiente não é bem assim”, afirmou Rita.

“Sobre a privatização de correios no mundo, há bons exemplos e péssimas experiências. Na Alemanha, o correio privado funciona bem. Em Portugal, funciona mal – a agência reguladora do país avalia pessimamente o serviço privado português – e alguns parlamentares já discutem a possibilidade de reestatizar. Acho que dessa agenda de privatizações, a dos Correios é a mais difícil de sair do papel por conta de todas essas questões e dificuldades”, concluiu a jornalista.

O Liberdade de Opinião tem a participação de Rita Lisauskas e Caio Coppolla. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Rita Lisauskas no quadro Liberdade de Opinião
Rita Lisauskas no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (25.fev.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

Mais Recentes da CNN