Seis sinais que podem te ajudar a saber se é hora de pedir demissão

Avaliar há quanto tempo há problemas com o trabalho e identificar o que o deixa insatisfeito pode ajudar a determinar se situação é temporária

Como saber que é hora de pedir demissão
Como saber que é hora de pedir demissão CNN Illustration/Adobe

do CNN Business

Ouvir notícia

Milhões de trabalhadores deixaram seus empregos nos últimos meses.

Alguns encontraram novas funções, enquanto outros saíram de suas empresas sem ter nenhum novo trabalho em vista.

Então, como você sabe se é hora de pedir demissão e ir atrás de outra opção?

“Todos nós temos dias ruins, às vezes não gostamos de nossos empregos, e temos frustrações com nossos líderes e colegas de trabalho. Mas se isso realmente significa que você deva pedir demissão, essa é outra questão”, disse Amy Gallo, especialista em locais de trabalho e editora colaboradora da Harvard Business Review.

Avaliar há quanto tempo há problemas com o trabalho e identificar o que o deixa insatisfeito pode ajudar a determinar se você está preso em uma rotina ou se é hora de seguir em frente.

E não perca de vista o quadro geral: “Na pandemia, as coisas têm sido muito intensas. Todos nós nos sentimos esgotados. Passamos por muitos fatores de estresse em nossas vidas”, disse Gallo. “É possível que tudo isso esteja influenciando na sua percepção de  trabalho?”

Depois de ter a lista, descubra se os problemas podem ser corrigidos e comece a pensar em soluções potenciais para melhorar sua satisfação no trabalho. Se isso não parecer possível, você pode começar a procurar outro emprego.

Aqui estão alguns sinais que podem indicar que é hora de encontrar uma nova função:

Você se sente como se tivesse estagnado

É difícil permanecer motivado e produtivo no trabalho se você acha que não há espaço para crescer.

Sentir-se estagnado é uma experiência diferente para cada indivíduo. Por exemplo, pode significar falta de promoções e aumentos salariais, atribuições desinteressantes ou falta de aprendizagem ou novas habilidades.

As promessas não cumpridas de seu chefe a longo prazo, como uma promoção, treinamento adicional ou equipe, também podem ser desgastantes.

“Se você não sente que as incursões, a transparência, a comunicação e a conexão com seu chefe estão lá para ter uma conversa frutífera, isso pode ser um sinal vermelho”, disse Anna Bray, executiva e coach de carreira da Jody Michael Associates.

Existem grandes problemas com seu chefe

Haverá momentos, é claro, em que você e seu chefe não concordarão, mas quando as questões vão além de desentendimentos casuais e houver falta de confiança e apoio, isso pode sufocar a produtividade e o progresso de sua carreira.

“Quando você sente que precisa monitorar constantemente o que está dizendo e que está sendo constantemente repreendido ou avaliado, se sente como se estivesse sob um microscópio, observando tudo nos menores detalhes, e quando sente que seu gerente não te defende, não existe confiança nessa relação — e, quando essas três coisas estão presentes, a relação não vai funcionar “, disse Foram Sheth, diretor técnico e cofundador da empresa de coaching Ama La Vida.

Gallo sugere avaliar se o mau comportamento de seu chefe é um problema isolado ou parte de uma questão cultural maior.

“Qualquer bullying ou comportamento tóxico — acho que esses são sinais reais”, disse Gallo. “Olhe ao redor da organização e se pergunte: ‘há chefes melhores aqui?’ Pode ser que seu chefe esteja agindo de acordo com a organização. ”

Você perpetuamente procrastina

Todos nós adiamos as coisas ocasionalmente, mas se você está constantemente esperando até o último minuto para concluir as tarefas de trabalho quando você costumava fazer tudo seguindo uma ordem específica, isso pode ser um sinal de que é hora de seguir em frente.

“Quando você procrastina, tende a ser reativo e esperar até o último minuto, então a qualidade do trabalho se torna apenas uma lista de tarefas a ser concluída”, disse Sheth. “Comparado com ‘eu faço isso porque tenho orgulho em fazer isso e me importo com os resultados. Agora, é diferente quando você pensa: ‘preciso fazer apenas o suficiente para não ter problemas.'”

Há uma desconexão cultural

A cultura da sua empresa desempenha um papel importante no seu engajamento, produtividade e felicidade, portanto, qualquer desconexão pode criar problemas.

Por exemplo, se o equilíbrio entre vida pessoal e profissional for importante para você e houver um dilúvio constante de e-mails de seu chefe a qualquer hora do dia, isso pode contribuir para o esgotamento.

Sheth disse que os trabalhadores devem se sentir apoiados e seguros no trabalho. A maneira como as empresas responderam às necessidades dos trabalhadores durante a pandemia influenciou as pessoas na decisão de deixar seus empregos, acrescentou ela.

“Se a sua empresa não apoiou seus funcionários, é por isso que eles pediram demissão.”

Você está percebendo outras oportunidades em potencial

Quando você se sente insatisfeito com sua posição atual, passa a perceber outras oportunidades com mais frequência.

“De repente, você começa a notar oportunidades de emprego surgindo no LinkedIn e está realmente desacelerando e olhando para elas — o que indica que seu foco mudou”, disse Sheth.

Ela sugere, para os indecisos, que se perguntem: “Se você estivesse desempregado e seu emprego atual fosse oferecido como está, você o aceitaria ou ainda continuaria procurando?”

Sua atitude mudou

Observe se você começou a revirar mais os olhos, a suspirar com mais força ou a resmungar mais no trabalho.

“Se você se pega insatisfeito por meses a fio com diferentes aspectos do seu trabalho, se sente infeliz para começar a trabalhar e pensa ‘não posso acreditar que tenho que fazer isso’, esse é um sinal de que você pode precisar olhar o que mais está por aí”, disse Gallo.

Não é esperado que você fique feliz no trabalho o tempo todo, mas Sheth disse que ser sempre defensivo e fornecer respostas rápidas do tipo transacional que sejam curtas e forneçam informações limitadas também podem ser sinais de alerta.

Mudanças em sua atitude e abordagem em relação ao trabalho podem ser um indicador de que é hora de repensar as coisas.

“Você não está se dedicando ao trabalho da mesma maneira e talvez esteja ligando para dizer que está doente e simplesmente não comparece às reuniões que costumava comparecer”, disse Bray.

(Texto traduzido. Para ler o original, em inglês, clique aqui)

Mais Recentes da CNN